Meteorologia

  • 03 ABRIL 2020
Tempo
19º
MIN 7º MÁX 20º

Edição

Polémica em Loures: "Não retiro uma vírgula àquilo que disse"

Declarações do candidato do PSD/CDS à Câmara Municipal de Loures geraram indignação na opinião pública, em particular, no Bloco de Esquerda que já revelou ter apresentado queixa contra André Ventura.

Polémica em Loures: "Não retiro uma vírgula àquilo que disse"

Numa entrevista dada ao Notícias ao Minuto, André Ventura, que é o candidato do PSD e do CDS à autarquia de Loures, disse que há “minorias que acham que estão acima da lei”, referindo-se, em especial, ao que acontece no concelho de Loures no que aos elementos da etnia cigana diz respeito.

Assim que a entrevista foi publicada foram várias as pessoas que utilizaram as redes sociais para criticar o candidato e o Bloco de Esquerda insurgiu-se quanto às declarações em causa, acusando André Ventura de ter feito um “ataque vil, gratuito e preconceituoso para com as pessoas de etnia cigana”.

Contactado pelo Notícias ao Minuto, André Ventura diz estar “completamente à vontade” com a polémica que se gerou, garantindo que não se irá retratar das declarações anteriormente proferidas.

Eu não retiro nenhuma vírgula àquilo que disse, porque são dados que são reais. E, para além disso, o que eu fiz foi identificar problemas em determinados grupos sociais e dizer que temos de os resolver

Entretanto, o Bloco de Esquerda, na pessoa do seu candidato à Câmara Municipal de Loures, Fabian Figueiredo, apresentou, uma queixa à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial contra André Ventura por considerar que as suas declarações são puníveis pelo Código Penal Português.

Além disso, acusa o Bloco, “lamentavelmente, André Ventura não só difama (ou insulta)” como, pode ler-se no comunicado enviado às redações, “incita explicitamente à discriminação destas pessoas, chegando até a usar de uma ameaça velada”.

Confrontado com esta queixa e indignado com as acusações que lhe são feitas, o candidato da coligação ‘Primeiro Loures’ afirma que “era o que faltava que neste país não se pudesse discutir questões de minorias étnicas”, garantindo que as suas declarações "não são de incentivo ao ódio", mas sim para "refletir".

Sobre o Bloco de Esquerda, André Ventura considera “estranho” o facto de “ser um partido de Esquerda, que se diz tão defensor dos ideais revolucionários e da liberdade de expressão, a fazer uma queixa precisamente contra a liberdade de expressão”.

Para rematar, o professor universitário de Direito, cuja candidatura foi publicamente apresentada na noite desta quinta-feira, contando com a presença de Pedro Passos Coelho, adianta que vai reagir nas respetivas instituições para se defender da queixa apresentada pelo Bloco de Esquerda: “Como se isso me metesse algum medo”, finaliza.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório