Meteorologia

  • 22 JULHO 2019
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 24º

Edição

CDS-PP questiona Governo sobre degradação da Escola Alexandre Herculano

Os deputados da bancada parlamentar do CDS-PP questionaram o Ministério da Educação sobre a atual situação da Escola Secundária Alexandre Herculano, no Porto, encerrada desde quinta-feira devido ao estado de degradação em que o edifício se encontra.

CDS-PP questiona Governo sobre degradação da Escola Alexandre Herculano
Notícias ao Minuto

16:54 - 28/01/17 por Lusa

Política Porto

Num requerimento a que a Lusa teve hoje acesso, os deputados do CDS-PP questionam: "Vai o Ministério da Educação manter os planos inicialmente traçados para a requalificação e modernização do edifício da Escola Secundária Alexandre Herculano ou, pelo contrário, vai tomar diligências com vista à realização de obras urgentes, de modo a garantir o normal funcionamento da escola e a segurança de todos os que a frequentam?".

Ana Rita Bessa, Pedro Mota Soares, Cecília Meireles e Álvaro Castello-Branco pretendem também que o Ministério da Educação esclareça se está "a equacionar alternativas a dar aos alunos, caso o tempo os impeça de frequentar as aulas na Escola Secundária Alexandre Herculano".

Os deputados relembram no requerimento entregue na sexta-feira na Assembleia da República que, em março de 2016, o Grupo Parlamentar do CDS-PP já tinha enviado ao Governo uma pergunta parlamentar sobre o estado de degradação já então conhecido naquela escola, após o Sindicato de Construção de Portugal ter denunciado que o edifício apresentava "tetos e paredes a cair" e "chão a ruir".

"Passados quase oito meses da resposta do Governo aos deputados do CDS-PP, tudo permanece na mesma, senão mesmo, agravado", pode ler-se no documento.

Entretanto, também na sexta-feira, a secretária de Estado da Educação, Alexandra Leitão, anunciou que as aulas na Escola Alexandre Herculano, no Porto, serão retomadas na segunda-feira para os alunos da unidade de multideficiência e ensino noturno e na terça para os nonos anos e secundário.

Ao início da tarde de sexta-feira o diretor do agrupamento, Manuel Lima, anunciou que a escola iria reabrir na quarta-feira para parte dos alunos, sendo que os estudantes do 7.º e 8.º anos seriam deslocados para a Escola Ramalho Ortigão.

Os trabalhos a serem realizados durante o fim de semana irão permitir, porém, antecipar a reabertura da escola.

Estes trabalhos incluem "obras imediatas e urgentes que vão ser feitas para melhorar as condições de conforto, de habitabilidade e de dignidade da escola", nomeadamente "ao nível dos vidros, do desentupimento de caleiras, do chão, para que (...) alguns alunos possam continuar a ter aulas aqui", explicou a governante.

Para quarta-feira mantém-se agendado o início das aulas dos alunos do 7.º e 8.º anos na Escola Ramalho Ortigão.

O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN) anunciou na quinta-feira que a Escola Secundária Alexandre Herculano foi encerrada pelo respetivo diretor por "chover em várias salas".

Em comunicado, o sindicato recordava que "tem vindo a alertar para a falta de condições" da escola "ao longo de vários anos", sustentando que "a decisão de encerramento deste estabelecimento de ensino por chover no seu interior é só mais um episódio que revela a sua degradação, colocando permanentemente em risco a segurança e a saúde de trabalhadores e alunos".

A falta de condições na Escola Secundária Alexandre Herculano - projetada pelo arquiteto Marques da Silva (1869 -1947), autor da estação ferroviária de São Bento e da Casa de Serralves, e classificada como imóvel de interesse público - tem motivado intervenções de várias entidades e partidos políticos, nomeadamente ao longo do último ano.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório