Nacionalização do Novo Banco "seria a pior opção" por quatro razões

A nacionalização do Novo Banco, entende Vital Moreira, "iria duplicar os problemas que o Estado já tem com a CGD".

© Global Imagens
Política Vital Moreira

Vital Moreira debruçou-se, no blog Causa Nossa, sobre o dossier Novo Banco, defendendo que a nacionalização do antigo BES "seria a pior opção" para arrumar a questão.

PUB

Sublinhando que "entende bem" que o Governo mantenha em aberto a hipótese de nacionalização do Novo Banco (com o propósito de aumentar o seu poder negocial face aos candidatos à privatização), Vital Moreira vê numa possível nacionalização quatro razões que mostram que esta pode ser nefasta para o país.

Primeiro, "por a nacionalização não estar equacionada nas hipóteses negociadas com o BCE aquando da resolução do BES e exigir, portanto, uma nova negociação de resultado incerto e de duração indefinida", explica o jurista, sublinhando que isso manteria "a atual incerteza e instabilidade sobre o futuro do banco de transição".

Depois, porque nacionalizar "envolveria um significativo encargo financeiro do Estado, pois além do valor da nacionalização teria de desembolsar a necessária recapitalização do Banco, sobrecarregando o endividamento público, quando os juros da dívida pública não mostram sinais de alívio". Muito antes pelo contrário, frisa.

A terceira razão mencionada por Vital Moreira prende-se com o facto de mesmo temporária, a nacionalização "envolver riscos não despiciendos para o Estado na gestão do NB e implicar o adiamento da necessária e definitiva superação dos efeitos da crise financeira no sistema financeiro nacional".

Por último, explica Vital, porque "a entrada do NB na esfera pública iria duplicar os problemas que o Estado já tem com a CGD, incluindo a questão da sua governação".

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser