Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 15º

Edição

Acordo à Esquerda é "um mero oportunismo parlamentar"

João César das Neves antecipa a queda de António Costa e condena a “ausência de” um programa de Esquerda.

Acordo à Esquerda é "um mero oportunismo parlamentar"

Os acordos entre o Partido Socialista, o PCP, o PEV e o Bloco de Esquerda resultam de um “mero oportunismo parlamentar”, de onde “salta a vista […] a ausência não só de solidez doutrinal mas até de programa político”, considera João César das Neves.

Na sua habitual coluna de opinião no Diário de Notícias, o antigo assessor económico de Cavaco Silva falou de uma “regeneração da Esquerda” em vários países, passando pelo Brasil com o Partido dos Trabalhadores (PT) e pela Grécia com o Syriza.

“Estes casos, e muitos outros que poderiam ser citados, mostram como a esquerda tem revelado um dinamismo intelectual e uma adaptabilidade política em condições muito difíceis”, admite.

Com a ressalva: “só que própria solidez ideológica da esquerda cria todas as dificuldades de adaptação que rodearam cada uma das regenerações.

Para António Costa, César das Neves antecipa “uma decadência ainda mais rápida do que a do PT brasileiro”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório