Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

"PSD cometeu erros mas não à escala do PS de Sócrates"

Para Eduardo Catroga, as duas principais forças políticas devem um pedido de desculpa aos portugueses.

"PSD cometeu erros mas não à escala do PS de Sócrates"

Eduardo Catrogra recordou esta terça-feira, num espaço de opinião do jornal Público, uma entrevista que deu à mesma publicação onde falou sobre os pedidos de desculpa que deviam ser feitos ao país, por parte das duas principais forças políticas, embora “de escala diferente”.

“A primeira, de escala catastrófica”, começou por dizer, referindo-se ao PS de José Sócrates, que “levou o país à beira da bancarrota, em plena crise das dívidas soberanas na área do euro”.

“De 1996 a 2010 – período em que o Partido Socialista governou 85% do tempo – foram, em geral, conduzidas políticas económicas erradas que conduziram a um decréscimo acentuado do potencial de crescimento económico e a uma quase-estagnação na primeira década do século”, criticou o ex-ministro das Finanças.

Para Eduardo Catroga, o “PS deveria ter pedido desculpa aos portugueses, tanto às famílias como às empresas, por ter contribuído, fortemente, para uma situação de emergência financeira que determinou enormes sacrifícios que o Governo atual teve de pedir aos portugueses nos últimos quatro anos”.

Da parte do atual Executivo, o economista crê ter existido um “erro de orientação estratégica na execução do programa”, nomeadamente no que diz respeito à opção inicial de aumentar os impostos de forma significativa ao invés de optar pela redução da despesa pública.

Catroga acredita que o PSD também deve um pedido de desculpa aos portugueses por esta falta de comunicação governamental – “grave mas de escala muito inferior aos erros do Governo de José Sócrates”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório