Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Marta Temido: "Não andei a trabalhar candidatura para Câmara nenhuma"

Marta Temido, candidata do Partido Socialista às Eleições Europeias, desmentiu ter andado a "trabalhar" para ser a opção socialista às próximas eleições autárquicas em Lisboa.

Marta Temido: "Não andei a trabalhar candidatura para Câmara nenhuma"
Notícias ao Minuto

19:28 - 22/05/24 por Notícias ao Minuto

Política Eleições Europeias

A candidata do Partido Socialista às Eleições Europeias, Marta Temido, rejeitou ter andado a "trabalhar" para ser a escolhida dos socialistas às próximas eleições para a Câmara Municipal de Lisboa, tal como foi sugerido anteriormente em várias ocasiões, na comunicação social.

"Não andei a trabalhar candidatura para Câmara nenhuma", assegurou Temido, em declarações na SIC Notícias.

A antiga ministra da Saúde, em tom irónico, perguntou mesmo: "Posso brincar? Damos às notícias a importância que damos. Já ninguém utiliza só uma fonte noticiosa para formar a sua opinião, faz parte dos meios onde vivemos".

Sobre as várias notícias que foram sendo publicadas nos últimos meses, que davam conta de um favoritismo do PS por Temido para a Câmara lisboeta, a candidata ao Parlamento Europeu respondeu: "Mal de nós, que temos alguma participação na vida pública, se estivéssemos todos os dias a contrariar. Estou a ser absolutamente honesta".

A 7 de maio, Temido reiterou que não iria abandonar o Parlamento Europeu, eventualmente para ser candidata à presidência da Câmara de Lisboa. "Isso não acontecerá. O meu compromisso, agora, é com este projeto", disse.

Em outubro do ano passado, numa entrevista ao semanário Expresso, Marta Temido assegurou que gostaria de ser autarca, afirmando que aceitaria ser candidata socialista à Câmara Municipal de Lisboa "se isso for importante" para a cidade "e para os lisboetas".

"Claramente estarei presente e não virarei costas às dificuldades e a um combate por um projeto. Agora, o importante é construir o projeto porque sem isso é só mais um rosto", disse, na altura.

Temido fala em "empate técnico"

Falando sobre as Eleições Europeias que se avizinham, Marta Temido admitiu que "há sondagens que dão um partido com um ponto à frente, outras dão outro", mas "o que é facto é que estamos perante uma situação que aparenta um empate técnico, um impasse e a possibilidade de, quer um partido, quer outro, terem a primeira posição".

"Poucas eleições nas nossas vidas tiveram tanta importância como estas que vamos ter para o Parlamento Europeu, por aquilo que está em jogo. Porque está mesmo em jogo o Parlamento Europeu e estão mesmo em jogo diferentes visões da Europa", acrescentou.

A candidata socialista argumentou, após alguns debates em que tem sido avaliada negativamente por vários comentadores políticos, que "muitas destas áreas são novas" na sua vida.

"Sou uma pessoa discreta, por natureza, portanto tenho alguma dificuldade em fazer aquilo que vejo outros candidatos fazerem, que é estarem sempre a puxar pelos seus antecedentes", disse, rejeitando ter "preocupação em ser um ativo grande, ou pequeno". "Tenho preocupação com o meu projeto político", vaticinou.

[Notícia atualizada às 19h35]

Leia Também: Kyiv na UE? "Candidatos não podem permanecer numa sala de espera"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório