Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 22º

CDS recorda que novo hospital na Madeira foi proposto pelo partido

A candidatura do CDS-PP às eleições regionais considerou hoje a construção do novo hospital da Madeira "uma obra emblemática", salientando que foi uma proposta do atual líder do partido e cabeça de lista, José Manuel Rodrigues, há 24 anos.

CDS recorda que novo hospital na Madeira foi proposto pelo partido
Notícias ao Minuto

12:03 - 15/05/24 por Lusa

Política Madeira

uma obra que na verdade nasceu com uma decisão do CDS de criar uma ação popular no sentido de terminar, de abandonar a obra de ampliação do Hospital Nélio Mendonça, o que permitiu que a seguir pudéssemos iniciar esta obra", disse o candidato efetivo, mas não em lugar elegível, Mário Pereira numa ação da campanha eleitoral para as regionais de dia 26.

Falando junto às obras de construção do novo Hospital Central e Universitário da Madeira, nos arredores do Funchal, o médico e ex-deputado centrista recordou que "faz hoje exatamente 24 anos que o José Manuel Rodrigues [líder e cabeça de lista do partido] propôs a criação desta obra".

"Com o passar dos anos, os diferentes partidos começaram a apoiar [este projeto], até que foi tomada a decisão de construção", acrescentou, considerando que esta "é uma obra emblemática para a Madeira" que orgulha o CDS-PP, que integrou os dois últimos Governos Regionais, em coligação com o PSD.

Mário Pereira salientou ainda que "a saúde sempre foi uma área emblemática do CDS", apontando dois grandes desafios para o setor neste momento.

Por um lado, disse, há a necessidade de criar um regime de transparência nas listas de espera, porque os "utentes não podem, quando entram na lista de espera, como que entrar num saco escuro que não sabem quando é que vão sair".

Por outro, continuou, devido envelhecimento da população "é preciso aumentar de forma significativa o número de vagas em lares, de modo que os idosos quando têm incapacidades físicas ou mentais tenham as melhores condições de vida nos seus últimos anos e meses de vida".

Por isso, o candidato defendeu a transformação do atual hospital Dr. Nélio Mendonça "numa instituição de apoio a esses mesmos madeirenses nos últimos anos de vida", insistindo ser "preciso uma oferta substancial de vagas nesta área".

"São duas propostas estratégicas que o CDS obviamente vai apresentar e que torna o voto no CDS um voto seguro para os madeirenses no sentido de terem exatamente aquilo que precisam", afirmou.

Mário Pereira destacou também outros desafios da região como o apetrechamento do novo hospital, a criação de recursos humanos, nomeadamente na área da gestão clínica para "um melhor aproveitamento da instituição".

"Creio que os madeirenses vão ter bons serviços de saúde hospitalares e modernos até o fim dessa década", salientou.

Ao contrário do que aconteceu nas últimas eleições legislativas regionais, em setembro de 2023, quando PSD e CDS-PP concorreram coligados, agora vão a votos em listas distintas. Em 2109, os partidos também concorreram separados, mas depois formaram uma coligação pós-eleitoral.

As legislativas da Madeira decorrem com 14 candidaturas a disputar os 47 lugares no parlamento regional, num círculo eleitoral único: ADN, BE, PS, Livre, IL, RIR, CDU (PCP/PEV), Chega, CDS-PP, MPT, PSD, PAN, PTP e JPP.

As eleições antecipadas ocorrem oito meses após as mais recentes legislativas regionais, depois de o Presidente da República ter dissolvido o parlamento madeirense, na sequência da crise política desencadeada em janeiro, quando o líder do Governo Regional (PSD/CDS-PP), Miguel Albuquerque, foi constituído arguido num processo em que são investigadas suspeitas de corrupção.

Em setembro de 2023, a coligação PSD/CDS venceu sem maioria absoluta e elegeu 23 deputados. O PS conseguiu 11, o JPP cinco o Chega quatro, enquanto a CDU, a IL, o PAN (que assinou um acordo de incidência parlamentar com os sociais-democratas) e o BE obtiveram um mandato cada.

Leia Também: Menos impostos, mais salário. As "grandes propostas" do CDS na Madeira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório