Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 27º

AO MINUTO: Pedro Nuno interrompido; Eleições "ainda não estão decididas"

Os líderes partidários arrancam para mais um dia de arruadas e comícios em diferentes distritos do país.

AO MINUTO: Pedro Nuno interrompido; Eleições "ainda não estão decididas"
Notícias ao Minuto

09:06 - 05/03/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Política Legislativas

Os líderes partidários concorrentes às eleições legislativas do dia 10 de março arrancam, esta terça-feira, para mais um dia de arruadas e comícios em diferentes distritos do país. 

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, vai marcar começar o dia em Sintra, passando por Lisboa e Setúbal e terminado o dia na capital. 

Já o líder da coligação Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro, vai estar pelo centro do país, mais concretamente em Aveiro, Águeda e Alcobaça. À noite marcará presença nas Caldas da Rainha.

O presidente do Chega, André Ventura, passa por Évora e Estremoz, enquanto o presidente da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, estará nos distritos de Setúbal e Lisboa. 

Por sua vez, o secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, vai passar por Almeirim, Alpiarça e Amadora. Pelos distritos de Lisboa e Aveiro estará a coordenadora do BE, Mariana Mortágua.

Inês Sousa Real, do PAN, estará em Lisboa e Sintra, enquanto o líder do Livre, Rui Tavares, vai contactar com cidadãos na capital.

Fim de acompanhamento

Inês Frade Freire | há 1 mês

Boa noite. Terminamos por aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral. Estaremos de volta na quarta-feira de manhã com os acontecimentos mais marcantes do 11.º dia de campanha. Até amanhã!

Eleições? "A escolha é entre fugir para trás ou puxar para a frente"

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE defendeu hoje que a escolha nestas eleições é entre "fugir para trás" para uma governação de direita e "puxar para frente" com uma maioria de esquerda na qual os bloquistas tenham uma palavra a dizer.

Num comício em Santa Maria da Feira, Aveiro, Mariana Mortágua fixou o objetivo de conseguir voltar a eleger neste distrito e levar Moisés Ferreira de novo para o parlamento, depois de nas últimas eleições o BE ter perdido os dois deputados que tinha neste círculo eleitoral.

Eleições? "A escolha é entre fugir para trás ou puxar para a frente"

A coordenadora do BE defendeu hoje que a escolha nestas eleições é entre "fugir para trás" para uma governação de direita e "puxar para frente" com uma maioria de esquerda na qual os bloquistas tenham uma palavra a dizer.

Lusa | 23:58 - 05/03/2024

Montenegro dirige-se a eleitores do Chega e pede que respondam

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD dirigiu-se hoje aos potenciais eleitores do Chega e pediu-lhes que responderem e considerem votar na AD, afirmando que os respeita, que sabe que não são extremistas nem racistas e compreende a sua frustração.

"Se o nosso programa de Governo for cumprido, é inevitável que muitas das razões de queixa destes eleitores vão desaparecer, muitos dos objetivos que estes eleitores têm em mente alcançar vão ser cumpridos", defendeu Luís Montenegro, num jantar comício da Aliança Democrática (AD) na Expoeste, nas Caldas da Rainha. 
 
O presidente do PSD realçou que não fala "para o líder desse partido" André Ventura, a quem já disse o que tinha a dizer, "olhos nos olhos, cara a cara", no debate televisivo que tiveram, e repetiu a expressão que tem usado para excluir entendimentos com o Chega: "Não é não".

A cinco dias das legislativas antecipadas de domingo, Luís Montenegro falou, porém, "de forma direta e especial àqueles eleitores que já votaram e que porventura tencionam votar no Chega", para lhes deixar "algumas palavras, em primeiro lugar, de respeito".

Montenegro dirige-se a eleitores do Chega e pede que respondam

O presidente do PSD dirigiu-se hoje aos potenciais eleitores do Chega e pediu-lhes que responderem e considerem votar na AD, afirmando que os respeita, que sabe que não são extremistas nem racistas e compreende a sua frustração.

Lusa | 23:58 - 05/03/2024

25 Abril? Pedro Nuno diz que "vai descer Avenida" como primeiro-ministro

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral socialista afirmou hoje que vai descer a Avenida da Liberdade como primeiro-ministro nos 50 anos do 25 de Abril e advertiu que um Governo AD cortará na despesa social se a conjuntura for de aperto. 

Estas posições foram transmitidas por Pedro Nuno Santos no discurso que proferiu no encerramento do comício do PS em Lisboa, na Aula Magna, e que acabou com o primeiro-ministro cessante, António Costa, no palco, a falar ao ouvido do novo líder socialista. 
 
Também na parte final da sua intervenção, Pedro Nuno Santos acabou por protagonizar um lapso, quando prometeu que, se formar executivo, estará focado para "governar para a maioria", quando queria dizer "para todos" os portugueses.

Rui Rocha acusa PS de "não ter candidato, obra e programa eleitoral"

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL acusou hoje o PS de não ter candidato, obra ou programa eleitoral e o PSD de não ter coragem de reformar e mudar o rumo do país.

"Em rigor, o PS não tem um candidato, o PS não tem obra, o PS não tem programa eleitoral", afirmou Rui Rocha num jantar comício em Lisboa, naquele que é o décimo dia de campanha eleitoral para as eleições de domingo.

Perante uma sala cheia, onde estava o antigo líder da IL João Cotrim de Figueiredo e o cabeça de lista por Lisboa, Bernardo Blanco, o dirigente liberal considerou que o PS não tem candidato frisando que "Pedro Nuno Santos, da forma como saiu do Governo, numa empresa não voltaria a ter responsabilidades".

Rui Rocha acusa PS de "não ter candidato, obra e programa eleitoral"

O presidente da IL acusou hoje o PS de não ter candidato, obra ou programa eleitoral e o PSD de não ter coragem de reformar e mudar o rumo do país.

Lusa | 23:50 - 05/03/2024

Portas acusa Pedro Nuno de "ziguezagues" e Ventura de "pingue-pongues"

Lusa | há 1 mês

O ex-presidente do CDS-PP Paulo Portas acusou hoje o líder do PS de "ziguezagues" diários sobre a governabilidade e André Ventura, sem o nomear, de inconstância e permanentes "pingue-pongues", apelando à reflexão dos eleitores moderados.

Num jantar-comício da AD perante cerca de 2.500 pessoas, Paulo Portas elogiou o líder do PSD, Luís Montenegro, pelas suas posições constantes e coerentes sobre o tema da governabilidade.

Portas acusa Pedro Nuno de "ziguezagues" e Ventura de "pingue-pongues"

O ex-presidente do CDS-PP Paulo Portas acusou hoje o líder do PS de "ziguezagues" diários sobre a governabilidade e André Ventura, sem o nomear, de inconstância e permanentes "pingue-pongues", apelando à reflexão dos eleitores moderados.

Lusa | 23:20 - 05/03/2024

Mariana Vieira da Silva acusa AD de "martelar o crescimento" económico

Lusa | há 1 mês

A cabeça de lista do PS por Lisboa, Mariana Vieira da Silva, acusou hoje a AD de "martelar o crescimento" económico até as suas "medidas caberem lá", questionando que propostas vão cair se as suas previsões não se concretizarem.

Num discurso na Aula Magna, em Lisboa, Mariana Vieira da Silva defendeu que a direita apresentou "medidas para se reconciliarem com o povo português", mas fê-lo "com os mesmos truques do passado", que disse já conhecer bem.

"Quando olhamos para o cenário macroeconómico do PSD, ficamos com aquela ligeira sensação de que escreveram uma lista de medidas e depois martelaram o crescimento até as medidas caberem lá", acusou.

PS "orgulhoso" mas não satisfeito com resultados da governação

Marta Amorim | há 1 mês

Já depois das interrupções, Pedro Nuno defendeu que "o país avançou nos últimos 8 anos", e que só se constrói futuro com a memória do passado e consciência do presente. 

"O país cresce hoje mais do que o que tinha crescido no início do século", continuou, elencando aqueles que considera os feitos do PS. 

"Portugal tem certamente muitos problemas por resolver e desafios para enfrentar, mas se perguntássemos a alguém se queria voltar a 2015, tenho quase a certeza que diriam que não", continuou, dizendo que o PS está "orgulhoso" mas não satisfeito com os resultados da governação. 

Pedro Nuno Santos interrompido por ativistas climáticos

Marta Amorim | há 1 mês

Pedro Nuno Santos, que discursa esta noite na Aula Magna, foi interrompido duas vezes. A primeira, refere a RTP, por ativistas climáticos, a segunda por um homem que terá começado a gritar. 

Ainda antes do discurso, uma mulher tentou aproximar-se do líder do PS para lhe entregar uma bíblia. "No fim dá-me", podia ouvir-se Pedro Nuno a dizer.

Quando finalmente começou a discursar, Pedro Nuno Santos apelou à "calma, tranquilidade e serenidade".

Mulher com Bíblia e ativista interrompem discurso de Pedro Nuno Santos

O início do discurso do secretário-geral socialista, hoje, no comício de Lisboa, na Aula Magna, foi interrompido por três vezes por pessoas que protestaram e que logo foram abafadas pelos gritos "PS, PS" dos apoiantes.

Lusa | 22:58 - 05/03/2024

Aborto na Constituição? "Não me parece que tenhamos essa necessidade"

Inês Frade Freire | há 1 mês

O líder da Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro, afirmou, esta terça-feira, que se for primeiro-ministro não vai alterar nenhum enquadramento legal na questão do aborto, considerando, no entanto, que não há necessidade de votação para consagrar o direito na Constituição como aconteceu em França.   

Em entrevista à RTP3, Montenegro garantiu que não haverá qualquer obstáculo ao acesso das mulheres a este direito. "Posso [garantir] sim senhora, é um compromisso de honra meu. Não vamos alterar nenhum enquadramento legal na questão do aborto. O que nos queremos é salvaguardar a saúde das mulheres portuguesas e conferir-lhes todo o acompanhamento para elas tomarem uma decisão que tem que se enquadrar na lei relativamente à maternidade", frisou.

Aborto na Constituição? "Não me parece que tenhamos essa necessidade"

O líder da Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro, em entrevista à RTP3, foi questionado sobre se estaria disponível para apoiar uma proposta como a que foi votada na segunda-feira em França.

Inês Frade Freire | 22:19 - 05/03/2024


  

"Estabilidade passa muito pelo resultado e a mais certa é vitória do PS"

Lusa | há 1 mês

O dirigente histórico do PS Manuel Alegre lamentou hoje que se tenha trocado a estabilidade pela instabilidade em Portugal e apelou ao voto no PS, afirmando que os portugueses "sabem o que devem aos socialistas".

Em declarações à chegada à Aula Magna, Lisboa, onde decorre um comício do PS, Manuel Alegre considerou que o líder socialista, Pedro Nuno Santos, "tem feito uma boa campanha e os portugueses sabem o que devem ao PS ao Governo".

"Estabilidade passa muito pelo resultado e a mais certa é vitória do PS"

O dirigente histórico do PS Manuel Alegre lamentou hoje que se tenha trocado a estabilidade pela instabilidade em Portugal e apelou ao voto no PS, afirmando que os portugueses "sabem o que devem aos socialistas".

Lusa | 22:10 - 05/03/2024

Temido alerta para AD com o SNS e aborto e diz que eleições são decisivas

Marta Amorim | há 1 mês

A presidente do PS/Lisboa, Marta Temido, lembrou hoje mensagens suas de alerta contra a covid-19 quando era ministra para deixar o aviso que domingo estão em causa o SNS, o Estado social, a vida das pessoas.  

"Que no próximo domingo não seja dado um passo atrás nas nossas vidas. Falemos claro: são as nossas vidas que estão em causa nas escolhas que vão ser feitas", sustentou a ex-ministra da Saúde na abertura do comício de Lisboa do PS, que encheu a Aula Magna e que teve o primeiro-ministro cessante, António Costa, sentado na primeira fila.  

Marta Temido lembrou os seus tempos de ministra da Saúde, dizendo que os cidadãos se habituara a ouvi-la falar sobre saúde, "com muitos alertas e muitos apelos, sobretudo nos tempos da pandemia da Covid-19".

Marta Temido pede que "ninguém se deixe vencer pelo medo" no domingo

A presidente do PS/Lisboa, Marta Temido, lembrou hoje mensagens suas de alerta contra a covid-19 quando era ministra para deixar o aviso que domingo estão em causa o SNS, o Estado social, a vida das pessoas.

Lusa | 22:32 - 05/03/2024

"Não se muda nada votando nos dois partidos que não querem mudar nada"

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre defendeu hoje que "não se muda nada votando nos dois partidos que não querem mudar nada", referindo-se a PS e PSD, numa iniciativa na qual também acusou o presidente do Chega de "descaramento".  

Rui Tavares falava aos jornalistas a uns metros da embaixada da Rússia, em Lisboa, a propósito de uma ação de campanha para as legislativas do dia 10, na qual foi interrogado sobre como convencer eleitores de círculos do interior a votar no seu partido. 
 
"Não se muda nada votando nos dois partidos que não querem mudar nada. Porque PS e PSD não querem constituir um círculo de compensação nacional", argumentou, numa altura em que os apelos ao voto útil se multiplicam.

"Não se muda nada votando nos dois partidos que não querem mudar nada"

O porta-voz do Livre defendeu hoje que "não se muda nada votando nos dois partidos que não querem mudar nada", referindo-se a PS e PSD, numa iniciativa na qual também acusou o presidente do Chega de "descaramento".

Lusa | 20:09 - 05/03/2024

Montenegro deixou Marília emocionada e brindou "à vitória" em Alcobaça

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD deixou hoje a imigrante Marília, vinda do Recife, a tremer de emoção e brindou "à vitória" com ginjinha durante uma ação de rua da Aliança Democrática (AD) ao fim da tarde em Alcobaça.

Luís Montenegro chegou a Alcobaça, no distrito de Leiria, com mais de meia hora de atraso e a sua primeira paragem foi precisamente à porta do cabeleireiro onde trabalha Marília, com quem tirou uma fotografia e a quem ofereceu uma gerbéria cor de laranja. 
 
O candidato seguiu caminho e Marília entrou na loja e correu para o fundo da sala: "Eu estou muito emocionada, ai eu vou chorar, meu Deus".

"Eu estou muito nervosa, eu estou passando mal, eu tenho que falar com ele de novo", declarou, acrescentando: "Ele é muito lindo, eu gosto dele porque ele é muito bonito, muito educado e ele me deu um beijinho, me deu uma flor".

Montenegro deixou Marília emocionada e brindou "à vitória" em Alcobaça

O presidente do PSD deixou hoje a imigrante Marília, vinda do Recife, a tremer de emoção e brindou "à vitória" com ginjinha durante uma ação de rua da Aliança Democrática (AD) ao fim da tarde em Alcobaça.

Lusa | 20:30 - 05/03/2024


  

Raimundo em Almeirim lança CDU como os "guarda-rios" do parlamento

Lusa | há 1 mês

A vala de Almeirim foi onde gerações passadas da região nadaram e pescaram, mas hoje a água que vai dar ao Tejo mal se vê entre a praga de jacintos para a qual a CDU veio alertar.

Na estreita ponte que passa sobre o curso de água que vem desde a Chamusca e atravessa Alpiarça e Almeirim até chegar ao rio Tejo, o secretário-geral do PCP vislumbrou até ao horizonte uma espessa cobertura de vários tons de verde. "Isto é uma imagem impressionante", confessou Paulo Raimundo a Heloísa Apolónia, rosto do partido ecologista Os Verdes (PEV) durante anos no parlamento e que procura agora voltar como terceira da lista da CDU no distrito de Setúbal.
  

Manuel Carvalho da Silva apela ao voto "com memória" na CDU

Lusa | há 1 mês

O antigo secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva, surgiu hoje no início da arruada da CDU na Amadora, Lisboa, para apelar ao voto "com memória", sublinhando os riscos para a sociedade do enfraquecimento do PCP.

"Acho que é um momento em que precisamos muito de votar com memória. E é preciso ter presente que o enfraquecimento deste partido pode ser um prejuízo muito grande para desafios que aí vêm", disse o ex-líder da organização intersindical, depois de cumprimentar o secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, nas ruas da Amadora, acrescentando: "Uma sociedade sem memória perde-se rapidamente".

Manuel Carvalho da Silva apela ao voto "com memória" na CDU

O antigo secretário-geral da CGTP, Manuel Carvalho da Silva, surgiu hoje no início da arruada da CDU na Amadora, Lisboa, para apelar ao voto "com memória", sublinhando os riscos para a sociedade do enfraquecimento do PCP.

Lusa | 21:17 - 05/03/2024

Rui Tavares foi à embaixada da Rússia para pedir libertação de Kara-Murza

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre Rui Tavares esteve hoje perto da embaixada da Rússia para pedir a libertação do opositor russo e historiador Vladimir Kara-Murza, numa ação de campanha na qual recebeu um apoio sentido de um jovem mirandês.

O ponto de partida foi o jardim do Arco do Cego, em Lisboa, junto ao Instituto Superior Técnico, sítio onde a comitiva do Livre, composta por cerca de quarenta membros e apoiantes, se reuniu esta tarde para uma ação de campanha no âmbito das legislativas.

Chega vai fazer mais (três) arruadas na reta final da campanha

Lusa | há 1 mês

O Chega acrescentou três arruadas ao seu plano inicial de campanha para as eleições legislativas, depois de ter preenchido os últimos dias com comícios ao almoço e ao jantar, mas rejeitou tratar-se de uma mudança de estratégia.
  

"Não participo no recreio". Acordos pós-eleitorais marcaram o 10.º dia

Lusa | há 1 mês

Os supostos acordos pós-eleitorais à direita, na sequência de novas declarações do líder do Chega, marcaram esta terça-feira a campanha eleitoral, com o líder da AD, Luís Montenegro, a garantir que não participa nesse "recreio".  

O tema de eventuais acordos para viabilizar um governo de Direita voltou a ser tema na campanha para as eleições de domingo, depois de o presidente do Chega, André Ventura, ter voltado a defender, numa entrevista à RTP, que os partidos de Direita têm de dizer se estão disponíveis para "criar um entendimento" caso alcancem maioria, com vista a formar um executivo estável. 
 
Nessa entrevista, Ventura indicou que há dirigentes do PSD que "se têm feito ouvir" publicamente sobre esse assunto, indicando os nomes de Pedro Passos Coelho, Miguel Relvas, Ângelo Correia e Rui Gomes da Silva.

"À nossa volta estão aqueles que querem mudar porque dizem chega"

Lusa | há 1 mês

O presidente do CDS-PP, Nuno Melo, defendeu hoje que à volta da Aliança Democrática estão "sociais-democratas, democratas-cristãos, liberais, muitos socialistas descontentes", que "querem mudar Portugal porque dizem chega".

Num jantar-comício nas Caldas da Rainha (distrito de Leiria) com cerca de 2.500 pessoas, segundo a organização, e em que falará o ex-líder do CDS-PP Paulo Portas, marcaram presença vários antigos dirigentes democratas-cristãos como Narana Coissoró (já com 92 anos), Telmo Correia, Nuno Magalhães, António Pires de Lima ou João Almeida.

"À nossa volta estão aqueles que querem mudar Portugal porque dizem chega"

O presidente do CDS-PP, Nuno Melo, defendeu hoje que à volta da Aliança Democrática estão "sociais-democratas, democratas-cristãos, liberais, muitos socialistas descontentes", que "querem mudar Portugal porque dizem chega".

Lusa | 22:05 - 05/03/2024


  

"A democracia tem sempre respostas" e o futuro "pode ser bom"

Lusa | há 1 mês

O antigo Presidente da República António Ramalho Eanes considerou hoje que a "democracia tem sempre respostas" e que o futuro, após as eleições do próximo domingo, "pode ser bom", esperando que quem está indeciso se decida e vote.

"A democracia tem sempre respostas, a democracia - que é naturalmente uma responsabilidade permanente de todos os cidadãos, de todos - exige que todos os cidadãos participem, que todos os cidadãos votem e, se porventura for assim, as saídas existem , as estratégias definem-se e o futuro pode ser um bom futuro", afirmou aos jornalistas o antigo Chefe de Estado, quando questionado sobre que país pensa que "acordará" no dia seguinte ao das eleições.

"A democracia tem sempre respostas" e o futuro "pode ser bom"

O antigo Presidente da República António Ramalho Eanes considerou hoje que a "democracia tem sempre respostas" e que o futuro, após as eleições do próximo domingo, "pode ser bom", esperando que quem está indeciso se decida e vote.

Lusa | 20:22 - 05/03/2024

Não há "certeza que Pedro Nuno Santos não será próximo primeiro-ministro"

Daniela Carrilho | há 1 mês

O ex-líder do CDS/PP, Paulo Portas, discursa esta terça-feira no comício da Aliança Democrática (AD), dizendo que "estamos a dias de uma eleição que é muito importante", em que "os portugueses se quiserem dirão que estão cansados de um Estado partido e defendem e querem uma democracia com alternância".

"Disse-vos no congresso da AD que estas eleições não estavam decididas. O que eu partilho hoje convosco é que elas ainda não estão decididas. Avançamos, mas ainda não o suficiente para ter a certeza que Pedro Nuno Santos não será o próximo primeiro-ministro e será, no seu maior cenário, o líder do maior partido da oposição".

Legislativas "ainda não estão decididas". Portas apela ao voto útil na AD

O ex-presidente do CDS-PP Paulo Portas avisou hoje que as eleições "ainda não estão decididas" e apelou aos indecisos que querem mudar de governo que concentrem o voto na Aliança Democrática.

Lusa | 23:01 - 05/03/2024

António Costa chega ao comício do PS em Lisboa

Inês Frade Freire | há 1 mês

O primeiro-ministro e antigo secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, chegou ao comício do PS em Lisboa, tendo sido recebido em apoteose.

António Costa assistirá, mas sem discursar, ao comício socialista na Aula Magna.

No comício desta noite, além do encerramento a cargo do líder do PS, Pedro Nuno Santos, vão ser oradores a cabeça de lista socialista pelo círculo de Lisboa, a ministra Mariana Vieira da Silva, e o secretário-geral da JS, Miguel Costa Matos  

 

APA é "uma via verde" para Governo "dar carta-branca" a projetos

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN, Inês de Sousa Real, considerou hoje que a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) é "uma via verde" para o Governo "dar carta-branca" a projetos como o da StartCampus, em Sines (Setúbal).

A PA passou a ser uma via verde para o Governo dar carta-branca a vários projetos", afirmou Inês de Sousa Real, referindo-se ao Data Center que a empresa Start Campus, envolvida na Operação Influencer, está a construir em Sines. 
 
Este projeto, "onde estão a ser investidos mais de dois mil milhões de euros num Data Center", avançou "sem que tenha havido um diálogo com a população e sem percebermos que tipos de postos de trabalho vão ser criados", acrescentou.


  

"A vitória está cada vez mais próxima", afirma Pedro Nuno em arruada

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS considerou hoje que a vitória "está cada vez mais próxima", numa arruada em Setúbal, em que considerou que a adesão dos portugueses à campanha socialista "tem sido extraordinária".  

O secretário-geral do PS considerou hoje que a vitória "está cada vez mais próxima", numa arruada em Setúbal, em que considerou que a adesão dos portugueses à campanha socialista "tem sido extraordinária". 
 
No final de uma caminhada pelo centro histórico de Setúbal, em que esteve acompanhado pela cabeça de lista do PS por este círculo eleitoral, a governante Ana Catarina Mendes, Pedro Nuno Santos subiu a um canteiro para apelar, de megafone na mão, à mobilização das centenas de pessoas que o escutavam.

"A vitória está cada vez mais próxima", afirma Pedro Nuno em arruada

O secretário-geral do PS considerou hoje que a vitória "está cada vez mais próxima", numa arruada em Setúbal, em que considerou que a adesão dos portugueses à campanha socialista "tem sido extraordinária".

Lusa | 19:01 - 05/03/2024

Chega tem maior número de seguidores e de interações nas redes sociais

Lusa | há 1 mês

O Chega é o partido político com o maior número de seguidores nas redes sociais e é o que mais mobiliza os seguidores, com o maior número de interações nas publicações, segundo um levantamento feito pela Universidade da Beira Interior (UBI).  

De acordo com a análise feita pelo Labcom -- Comunicação & Artes da UBI, entre 09 de novembro, data em que o Presidente da República anunciou a dissolução da Assembleia da República, e 19 de fevereiro, fim dos debates entre os líderes partidários, o partido presidido por André Ventura tinha presença destacada nas principais redes sociais. 

 
O "Radar das Legislativas" indicou que na esfera pública digital, apesar da relevância atribuída aos 'sites' institucionais, é nas redes sociais que os partidos investem cada vez mais e o Chega é o partido com mais seguidores no Facebook, no Instagram, no YouTube, no Tik Tok e apenas no X (antigo Twitter), onde a Iniciativa Liberal lidera, não tem a presença mais acentuada.

CNE. Cada voto "vai contar", como sempre foi em "50 anos de democracia"

Lusa | há 1 mês

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) assegurou hoje que o voto de cada eleitor nas legislativas de domingo "vai contar exatamente como ele escolheu", recordando que, em 50 anos de democracia, nenhum resultado eleitoral foi globalmente contestado.

A CNE garante que o voto de cada cidadão vai contar exatamente como ele escolheu

A CNE adiantou que as mesas de voto são compostas por cidadãos indicados por todos os partidos ou coligações que concorrem à eleição e que intervém sempre que tenha conhecimento de situações em que não esteja garantida a pluralidade na composição das mesas.

Estas características constituem a razão última para que, nos 50 anos vividos em democracia, nenhum resultado eleitoral tenha sido globalmente contestado. E, até onde se pode antecipar, não se conhece razão para que, hoje, seja diferente

"Tenho 99% de certeza que vai haver Governo à Direita"

Marta Amorim | há 1 mês

O líder do Chega André Ventura disse esta terça-feira, em Évora, ter "99% de certeza que vai haver Governo à Direita". 

Ventura disse ainda que "se alguém tiver de sair de um Governo e Direita, e Luís Montenegro, é Luís Montenegro. Porque não vamos estar reféns de Montenegro".

Note-se que André Ventura disse em entrevista à RTP que os partidos de direita têm de dizer se estão disponíveis para "criar um entendimento", caso alcancem maioria nas eleições legislativas de domingo com vista a formar um governo estável.

"Voto para combater a direita só encaixa na CDU"

Marta Amorim | há 1 mês

"Estamos a fazer um campanha muito direta, em torno dos problemas da vida das pessoas", disse esta terça-feira Paulo Raimundo, líder do PCP,  numa arruada na Amadora. 

"Não há nenhuma força em Portugal que tenha a experiência acumulada de combate à direita como tem o PCP e a CDU", disse ainda respondendo a quem pede voto para "combater a direita". 

"Esse voto para combater a direita só encaixa na CDU. E mais, é o voto que não vai desertar desse combate", atirou ainda. 

 

Professores? Pedro Nuno "só é capaz de dar respostas de emergência"

Inês Frade Freire | há 1 mês

A líder do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, afirmou, esta terça-feira, numa arruada em Lisboa, sobre o facto do secretário-geral do Partido Socialista (PS) querer incentivar os professores aposentados a darem aulas para responder às necessidades atuais da escola pública, que Pedro Nuno Santos "está sempre a pôr remendos em cima de problemas estruturais que têm de ser resolvidos de forma estrutural".

"Nós temos visto, ao longo dos últimos anos, com a maioria absoluta, que perante crises profundas - crises na Educação, crises na Habitação, crises na Saúde - só é capaz de dar respostas de emergência, está sempre a por remendos em cima de problemas estruturais que têm de ser resolvidos de forma estrutura", afirmou.

Segundo Mariana Mortágua, "o Governo comprou uma guerra com os professores, não reconheceu o tempo de serviço dos professores, não deu os apoios necessários às deslocações dos professores que têm se pagar a sua habitação, não deu formação aos professores que chegaram à escola de novo que estão a segurar a escola, e agora, para resolver que criou e não resolveu, vai procurar uma medida de emergência".

Chega quer reduzir listas de espera na saúde em seis meses de Governo

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega, André Ventura, comprometeu-se hoje, caso seja governo, a reduzir as listas de espera na saúde no primeiro meio ano de mandato e apontou várias críticas à atuação do executivo socialista.

"O Chega lançará um grande programa, um enorme programa de emergência para que, nos primeiros seis meses de legislatura, nos primeiros seis meses de governo, consigamos reduzir ao mínimo, em todos os distritos, as listas de espera", anunciou.
  

25 Abril? "Ninguém quer uma mordaça em relação a liberdades adquiridas"

Lusa | há 1 mês

O Presidente da República realçou hoje a importância de lembrar sempre o 25 de Abril, mesmo que possa haver quem queira "questionar os seus ideais", e garantiu que "ninguém quer uma mordaça em relação a liberdades adquiridas".
  

Presença de Costa no comício em Setúbal "é boa", diz Pedro Nuno

Inês Frade Freire | há 1 mês

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), Pedro Nuno Santos, afirmou, esta terça-feira, durante uma arruada em Setúbal, que "tem sido extraordinário o apoio dos portugueses e que a presença de António Costa no comício "é boa". "Nós somos um partido unido, sempre unido pelo país", acrescentou.

"Eu estou focado na candidatura do PS, na campanha, em ganharmos as eleições, em termos os portugueses connosco para termos estabilidade, para continuarmos a construir o futuro de Portugal", reiterou ainda.

Marcelo apela a "esforço" dos portugueses para que votem no domingo

Marta Amorim | há 1 mês

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa apelou esta terça-feira ao esforço dos portugueses para que, no domingo, se desloquem às urnas para votar.  
 
"Eu já votei, como sabem. Agora, o que posso é repetir o apelo para que os portugueses façam um esforço para ir votar porque não é apenas celebrar os 50 anos do 25 de Abril, é muito mais do que isso, é construir o futuro", afirmou o chefe de Estado esta terça-feira, em Cascais, após um encontro com Capitães de Abril.

Marcelo apela a "esforço" dos portugueses para que votem no domingo

Presidente da República defendeu que é importante para "construir o futuro".

Marta Amorim | 15:43 - 05/03/2024

Aquilo que o PS fez à saúde "foi criminoso", diz André Ventura

Joana Duarte | há 1 mês

O líder do Chega afirmou que aquilo que o PS fez à saúde "foi criminoso" e acusou António Costa de lançar a culpa para os outros. "Marta Temido foi a primeira vítima, o bode expiatório", referiu André Ventura. 

"A saúde é provavelmente a área em que o Governo socialista mais falhou. Houve momentos do ano em que metade do país tinha as urgências encerradas", disse. 

André Ventura referiu ainda que o PS "falhou em tudo". "Merecem ser corridos do Governo", salientou Ventura.

Costa vai estar hoje presente no comício do PS (mas sem discursar)

Lusa | há 1 mês

O primeiro-ministro e ex-secretário-geral do PS, António Costa, assiste hoje à noite, mas sem discursar, ao comício socialista na Aula Magna, em Lisboa, adiantou fonte oficial deste partido.

No comício desta noite, além do encerramento a cargo do líder do PS, Pedro Nuno Santos, vão ser oradores a cabeça de lista socialista pelo círculo de Lisboa, a ministra Mariana Vieira da Silva, e o secretário-geral da JS, Miguel Costa Matos. 

Costa vai estar hoje presente no comício do PS (mas sem discursar)

O primeiro-ministro e ex-secretário-geral do PS, António Costa, assiste hoje à noite, mas sem discursar, ao comício socialista na Aula Magna, em Lisboa, adiantou fonte oficial deste partido.

Lusa | 15:23 - 05/03/2024

Declarações de Ventura sobre entendimentos à direita são "de desespero"

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL desvalorizou hoje as declarações que disse serem "de desespero" do líder do Chega sobre eventuais entendimentos à direita, reafirmando que a posição da IL é clara nessa matéria.

"Já estamos habituados a uma certa tentativa que parece, às vezes, desespero de trazer argumentos para o debate quando vê que as coisas não estão a correr bem. Enfim, é o modo de atuar do Chega", afirmou Rui Rocha, depois de André Ventura ter dito em entrevista à RTP que os partidos de direita têm de dizer se estão disponíveis para "criar um entendimento", caso alcancem maioria nas eleições legislativas de domingo com vista a formar um governo estável.

Declarações de Ventura sobre entendimentos à direita são "de desespero"

O presidente da IL desvalorizou hoje as declarações que disse serem "de desespero" do líder do Chega sobre eventuais entendimentos à direita, reafirmando que a posição da IL é clara nessa matéria.

Lusa | 14:43 - 05/03/2024

Líder do espanhol Vox junta-se à campanha do Chega na quarta-feira

Lusa | há 1 mês

O líder do partido espanhol de extrema-direita Vox vai juntar-se na quarta-feira à campanha do Chega para as eleições legislativas de domingo, participando num jantar/comício em Olhão.

O anúncio foi feito pelo partido liderado por André Ventura, através de uma publicação na rede social X (antigo Twitter).

"O líder do @VOX_es, Santiago Abascal, junta-se à nossa campanha já amanhã em Olhão", lê-se numa publicação na conta do partido Chega.

Montenegro (confrontado por ambientalista) nega aumento do eucalipto

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD foi hoje confrontado por um ambientalista que alegou que o programa da AD quer aumentar a área do eucalipto, o que Montenegro negou, mas defendeu o equilíbrio entre ambiente e economia.

No final de uma arruada em Águeda, no distrito de Aveiro, Manuel Reis, presidente da associação Agir pelo Planeta, que veio de Vila Nova de Gaia para questionar Luís Montenegro, ofereceu ao líder da AD um vaso com um pequeno carvalho e desafiou-o a esclarecer uma parte seu programa eleitoral, num diálogo que durou quase cinco minutos.

Montenegro (confrontado por ambientalista) nega aumento do eucalipto

O presidente do PSD foi hoje confrontado por um ambientalista que alegou que o programa da AD quer aumentar a área do eucalipto, o que Montenegro negou, mas defendeu o equilíbrio entre ambiente e economia.

Lusa | 14:33 - 05/03/2024

Montenegro anda "mal acompanhado" e não merece confiança dos portugueses

Lusa | há 1 mês

O líder do Partido Trabalhista Português (PTP), José Manuel Coelho, afirmou hoje que a Aliança Democrática (AD) não pode merecer a confiança dos portugueses quando o seu líder, Luís Montenegro, anda acompanhado por Pedro Passos Coelho e Durão Barroso.

"Quando olho para a campanha do senhor Luís Montenegro, acompanhado pelo senhor Passos Coelho, de sinistra memória, e pelo senhor Durão Barroso, um genocida, um homem que se uniu ao Bush, ao Blair e ao Aznar, para ceder a base dos Açores aos Estados Unidos para invadirem o Iraque, onde morreram 300 mil pessoas entre militares e civis, isso não pode merecer a confiança dos portugueses", disse José Manuel Coelho.

Montenegro anda "mal acompanhado" e não merece confiança dos portugueses

O líder do Partido Trabalhista Português (PTP), José Manuel Coelho, afirmou hoje que a Aliança Democrática (AD) não pode merecer a confiança dos portugueses quando o seu líder, Luís Montenegro, anda acompanhado por Pedro Passos Coelho e Durão Barroso.

Lusa | 14:21 - 05/03/2024

PS questiona onde AD vai "cortar" caso previsões não se verifiquem

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS desafiou hoje o líder do PSD a esclarecer onde vai fazer cortes caso as previsões macroeconómicas da Aliança Democrática (AD) não se verifiquem e acusou a coligação de propor "recuos nos avanços" dos trabalhadores.

Numa intervenção no final de um encontro com vários sindicalistas, no Auditório do Metropolitano de Lisboa, Pedro Nuno Santos voltou a defender que o cenário macroeconómico da coligação composta pelo PSD/CDS/PPM não tem adesão "a nenhuma previsão de nenhuma organização internacional".

"Únicos nomes que Ventura não diz são os dos seus financiadores"

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, apontou hoje que os únicos nomes que André Ventura continua sem dizer são os dos financiadores do Chega, desvalorizando as declarações de segunda-feira sobre eventuais entendimentos à direita. 

"A única notícia relevante e novidade que vi ontem [segunda-feira] sobre o Chega e o partido de André Ventura é a noticia que dá conta que não divulgou ainda a lista de financiadores e que não deu à Entidade das Contas todas as informações que tinha que dar e, portanto, o partido continua em situação irregular ao não dar as informações sobre os financiadores", respondeu a líder do BE aos jornalistas, à margem de uma visita à Associação Solidariedade Imigrante, em Lisboa.

RIR pede voto dos indecisos e para que "não caiam no erro" do voto útil

Lusa | há 1 mês

A presidente do RIR (Reagir Incluir Reciclar), Márcia Henriques, apelou hoje ao voto dos indecisos e para que "não caiam no erro" do voto útil, considerando que deve haver mais partidos na Assembleia da República.

"Vem outra vez [à campanha] o 'bicho papão' do voto útil e eu espero que as pessoas não caiam nesse erro, porque já tivemos agora esta experiência, o voto útil no PS deu-nos uma maioria absoluta que afinal não resultou", disse à Lusa Márcia Henriques, no Campus de Justiça, em Lisboa.

RIR pede voto dos indecisos e para que "não caiam no erro" do voto útil

A presidente do RIR (Reagir Incluir Reciclar), Márcia Henriques, apelou hoje ao voto dos indecisos e para que "não caiam no erro" do voto útil, considerando que deve haver mais partidos na Assembleia da República.

Lusa | 13:13 - 05/03/2024

JPP apela ao voto para ser uma "voz diferente" na República

Lusa | há 1 mês

O candidato do Juntos Pelo Povo (JPP) nas eleições de domingo, Filipe Sousa, apelou hoje ao voto para haver uma "voz diferente" e de "pura raça madeirense" na Assembleia da República não condicionada por qualquer disciplina partidária.

"O apelo que queremos deixar ao povo da Madeira e Porto Santo é que os madeirenses precisam de mostrar à Nação, à República, na Assembleia da República a raça madeirense e essa raça madeirense está com o Juntos Pelo Povo", afirmou o cabeça de lista do JPP numa iniciativa da campanha eleitoral, no Funchal, junto à catedral.

Livre diz que membro citado por Ventura não está indicado para mesas

Lusa | há 1 mês

O Livre indicou hoje que o autor de uma publicação citada pelo presidente do Chega na segunda-feira em que brincava com a possibilidade de anulação de votos nas eleições legislativas "não está indicado para nenhuma mesa".

Fonte oficial do Livre confirmou à agência Lusa que o elemento em causa "não está indicado para nenhuma mesa"

Livre diz que membro citado por Ventura não está indicado para mesas

O Livre indicou hoje que o autor de uma publicação citada pelo presidente do Chega na segunda-feira em que brincava com a possibilidade de anulação de votos nas eleições legislativas "não está indicado para nenhuma mesa".

Lusa | 13:01 - 05/03/2024

Pedro Nuno lamenta declarações de Montenegro sobre estabilidade emocional

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS considerou hoje lamentáveis as declarações do líder do PSD sobre a sua estabilidade emocional, interpretando-as como um ataque, e defendeu que os políticos têm de se "respeitar mais".

"Não deixa de ser caricato que, na mesma intervenção em que diz que não ataca os seus adversários e que fala dos problemas do país, dizer o que disse. Eu só lamento", reagiu Pedro Nuno Santos em declarações aos jornalistas após ter visitado as obras do novo hospital de Sintra, em Algueirão Mem-Martins, no distrito de Lisboa.

Pedro Nuno lamenta declarações de Montenegro sobre estabilidade emocional

O secretário-geral do PS considerou hoje lamentáveis as declarações do líder do PSD sobre a sua estabilidade emocional, interpretando-as como um ataque, e defendeu que os políticos têm de se "respeitar mais".

Lusa | 12:40 - 05/03/2024

PAN desafia Montenegro a esclarecer afirmações de Ventura sobre acordo

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, desafiou hoje o líder do PSD, Luís Montenegro, a esclarecer a existência de uma eventual aliança pós eleitoral entre a AD e o Chega.

"Pelos vistos trata-se de uma aliança entre PSD e Chega, caberá a Luís Montenegro vir dizer se se comprova, ou não, a existência desse acordo", disse Inês Sousa Real, reagindo a declarações proferidas na segunda-feira pelo líder do Chega.
  

Paulo Portas junta-se hoje à campanha da AD

Joana Duarte | há 1 mês

Paulo Portas participa hoje no comício da AD nas Caldas da Rainha, avança a Sic Notícias. O ex-presidente da CDS entra na campanha depois de Assunção Cristas já ter manifestado apoio à coligação entre o PSD, CDS e PPM.

Ex-líder do CDS-PP Paulo Portas discursa hoje à noite na campanha da AD

O antigo presidente do CDS-PP Paulo Portas vai discursar hoje no jantar-comício da Aliança Democrática, nas Caldas da Rainha (Leiria), informou a estrutura de campanha.

Lusa | 12:20 - 05/03/2024

Ministro das Finanças alemão aposta na IL "por um Portugal mais forte"

Lusa | há 1 mês

O ministro das Finanças da Alemanha, Christian Lindner, manifestou hoje o seu apoio ao presidente da IL, Rui Rocha, dizendo que o voto nas políticas liberais é uma aposta num "Portugal mais forte e mais próspero".

Naquele que é o décimo dia de campanha para as legislativas de 10 de março, e numa mensagem vídeo enviada à campanha da IL, Christian Lindner, líder do Partido Democrático Liberal (FDP), afirmou que Portugal se aproxima de uma "eleição significativa" e que o programa político da IL "surge como o catalisador essencial para moldar um novo futuro para todos os cidadãos portugueses".

"O caminho não é desistir do SNS, mas investir nele", diz Pedro Nuno

Andrea Pinto | há 1 mês

De visita ao Hospital de Sintra, no décimo dia de campanha, Pedro Nuno Santos afirmou que o seu objetivo em visitar esta obra é "mostrar aquilo que de bem e bom se faz no país", nomeadamente através do "investimento na construção, no equipamento e na manutenção do hospital".

"É o exemplo do que queremos continuar a fazer no país", disse, reforçando que "o caminho não é desistir do SNS, mas investir nele e que este seja capaz de dar resposta" aos cidadãos.

PS e Chega falam "de coisas que não interessam às pessoas"

Joana Duarte | há 1 mês

Luís Montenegro acusou os líderes de outros partidos, nomeadamente o secretário-geral do PS e o líder do Chega , de "falarem de coisas que não interessam às pessoas". "Isso aumenta a responsabilidade da Aliança Democrática e a minha própria, no sentido de dar aos portugueses uma esperança, uma ambição sobre aquilo que podemos ser enquanto país no futuro", assumiu Montenegro. 

Para o líder do PSD, as declarações dos adversários, quando falam da AD ou "de coisas que ninguém sabe de onde é que vêm", são um "sinal aos eleitores que é dizer não contem connosco para resolver os vossos problemas". Montenegro garantiu ainda que "muitos eleitores potenciais do Partido Socialista e do Chega estão a ingressar no apoio à Aliança Democrática, porque vêm que é aqui que podemos ter soluções para os problemas reais das pessoas".

"Não participo no recreio", responde Montenegro sobre Ventura

O presidente do PSD respondeu hoje que não participa no recreio, questionado sobre declarações do líder do Chega sobre alegadas garantias de alianças pós-eleitorais, dizendo que tem sentido eleitores desse partido e do PS a aproximarem-se da AD.

Lusa | 11:56 - 05/03/2024

Cenário macroeconómico "com menos ambição"? PS prefere "cautela"

Andrea Pinto | há 1 mês

Pedro Nuno Santos visitou hoje as obras no Hospital de Sintra, onde voltou a acusar o seu principal adversário de apresentar propostas macroeconómicas com base em "taxas de crescimento" que não estão fundamentadas.

"AD apresenta um cenário macroeconómico com taxas de crescimento que não estão sustentadas", atirou, lembrando que o PS conseguiu "atingir a estabilidade financeira, orçamental e económica do país" e que o dia 10 "trata-se de escolher" se se quer manter ou não essa estabilidade.

"Apresentámos um cenário macroeconómico com cautela e não com menos com  ambição", defendeu, referindo ainda que o "importante é apresentar um projeto de futuro, de esperança , com ambição, em que consigamos viver melhor".

 

País "tem o dever de acolher os que nos procuram para uma vida melhor"

Joana Duarte | há 1 mês

Mariana Mortágua disse que "Portugal pode ser um país melhor". A coordenadora do Bloco de Esquerda visitou uma associação de apoio a imigrantes e referiu que "Portugal tem o dever de acolher todos os que nos procuram para uma vida melhor". 

Mortágua salientou que estas pessoas "são quem garante a economia portuguesa". A líder do BE disse os imigrantes em Portugal contribuem para o país e que pagam as reformas de quem "nasceu e viveu em Portugal e está reformado". 

Questionada se faria bem a André Ventura visitar o local, Mortágua referiu que "faz bem a todos os candidatos vir aqui falar com estas pessoas". 

Direita levanta "medo" sobre imigração para que seja "clandestina"

A coordenadora do BE considerou hoje que, quando a direita levanta "medo e suspeitas" sobre a imigração necessária para Portugal, apenas quer "mais imigrantes clandestinos", pedindo melhorias no funcionamento da Agência para a Integração, Migrações e Asilo (AIMA).

Lusa | 14:35 - 05/03/2024

Rui Tavares quer contribuir para que o 25 de Abril "tenha mais 50 anos"

Joana Duarte | há 1 mês

O líder do Livre, Rui Tavares, disse que sem a democracia "não tinha feito tudo o que pôde fazer".

"Nos 50 anos do 25 de Abril, é a nossa altura, desta geração, de dar qualquer coisa para que o 25 de Abril tenha mais 50 anos", referiu. Rui Tavares disse ainda que deve ser permitido "ao país dar um salto de desenvolvimento".

Líder do PAN e a acusação de ser ativo tóxico. "Não me revejo"

Joana Duarte | há 1 mês

A líder do PAN, Inês de Sousa Real, negou ser um o ativo tóxico após dois membros anunciarem a desfiliação do partido. 

"Não me revejo pessoalmente nessas afirmações. Como sabemos, infelizmente, que nós mulheres na vida pública na vida política, temos de enfrentar muitas das vezes comentários depreciativos e ataques internos e externos", afirmou. 

Sousa Real realçou que este é um fenómeno que já ocorreram mais vezes. "Já vimos esses fenómenos de pessoas que saíram do PAN e de outros partidos, criticando quer o partido e outras forças políticas e depois até aderiram a outros partidos", lembrou. 

A líder do PAN diz que lida bem com estes casos e que o seu objetivo é "reconquistar um grupo parlamentar" no dia 10 de março. 

Rio Tejo? IL quer que seja "autoestrada" e não um "bloqueio"

Joana Duarte | há 1 mês

O líder da Iniciativa Liberal, Rui Rocha, está em Cacilhas onde reconheceu que "há um forte condicionamento da vida das pessoas pela falta de soluções de transporte". 

"Se as pessoas pagam um passe é para terem um serviço, se não têm o serviço, seja qual for o motivo que impede esse serviço, deve haver uma devolução proporcional do preço do passe", defendeu. 

Rui Rocha assegurou ainda a "liberalização do transporte fluvial" e "a expansão do metro de margem Sul". 

"O Tejo é neste momento uma barreira, para as pessoas que querem deslocar-se entre margens, e nós queremos que passe a ser uma autoestrada que une as duas margens e não que cause bloqueio à vida das pessoas", afirmou.

Liberalização de transportes? Caminho para Tejo deixar de ser "barreira"

De Setúbal a Lisboa, o presidente da IL apanhou o metro e o cacilheiro para mostrar que a liberalização dos transportes "é o caminho" para que o Tejo deixe de funcionar como uma "barreira para quem quer deslocar-se entre margens".

Lusa | 13:24 - 05/03/2024

Décimo dia de campanha leva PS e AD a Lisboa, Setúbal, Aveiro e Leiria

Lusa | há 1 mês

O décimo dia de campanha eleitoral vai levar os líderes do PS e da AD aos distritos de Lisboa, Setúbal, Aveiro e Leiria, onde estão previstas arruadas, contactos com as populações e os habituais comícios.

O secretário-geral socialista, Pedro Nuno Santos, inicia o dia com uma visita às obras do Hospital de Sintra, seguindo depois para um encontro com o "mundo do trabalho" em Lisboa e para uma arruada em Setúbal, terminando com um comício na aula magna também na capital.

Décimo dia de campanha leva PS e AD a Lisboa, Setúbal, Aveiro e Leiria

O décimo dia de campanha eleitoral vai levar os líderes do PS e da AD aos distritos de Lisboa, Setúbal, Aveiro e Leiria, onde estão previstas arruadas, contactos com as populações e os habituais comícios.

Lusa | 06:40 - 05/03/2024

Início de cobertura

Joana Duarte | há 1 mês

Bom dia! Siga aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral nesta terça-feira.
 

Recomendados para si

;
Campo obrigatório