Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 24º

PS. Ana Abrunhosa quer fim das propinas e das portagens nas ex-SCUT

A cabeça de lista socialista por Coimbra, Ana Abrunhosa, advertiu hoje os eleitores para "cantos de sereia" populistas e promessas simplistas, e defendeu o fim das portagens nas ex-SCUT e das propinas no Ensino Superior.

PS. Ana Abrunhosa quer fim das propinas e das portagens nas ex-SCUT
Notícias ao Minuto

23:13 - 04/03/24 por Lusa

Política Coimbra

Estas posições foram defendidas pela atual ministra da Coesão Territorial no comício do PS em Coimbra, numa intervenção de 15 minutos em que citou fundadores do PS como Fernando Valle e António Arnaut.

"Não se deixem enganar pelo canto da sereia, por facilidades, os populismos não são a solução de que Portugal precisa. Nada se conquista de um dia para o outro, sem esforço e sem coragem" declarou.

Ana Abrunhosa acusou a Aliança Democrática (AD) de protagonizar "promessas de retrocessos nos direitos das mulheres" e de ter passado mensagens em que se associa imigração e insegurança, negação das alterações climáticas e orgulho nos cortes da troika.

"Queremos um Estado social forte, uma Segurança Social que pague subsídios de desemprego e pensões. Os subsídios de desemprego não são uma esmola do Estado. Recebe quem fez descontos", completou.

No seu discurso, reivindicou avanços do Governo como o objetivo de "levar a banda larga a todas as zonas do país e a progressiva redução das portagens nas autoestradas do interior.

"Com Pedro Nuno Santos vamos finalmente poder abolir as portagens. A AD não assume este compromisso", apontou.

Ana Abrunhosa defendeu depois que "só com investimento na inovação o país conseguirá ter uma economia competitiva".

"Devemos desenvolver o cluster da biotecnologia, entre outros. Os jovens não serão esquecidos pelas políticas do PS", disse, prometendo o fim progressivo das propinas.

A cabeça de lista do PS por Coimbra realçou ainda medidas que constam do programa eleitoral do seu partido como "o apoio às rendas, o aumento da oferta pública na habitação, transportes gratuitos e residências universitárias não apenas para os que têm bolsas".

"Se vamos devolver as propinas, temos de acabar com eles", declarou, antes de assegurar que se irá bater pelo reconhecimento da Região Metropolitana de Coimbra e pela rápida conclusão do IP3

"Precisamos de menos burocracia. Este Governo aprovou o Simplex ambiental e urbanístico. Agora, temos de garantir que aquilo que está em lei é mesmo uma realidade na prática", acrescentou.

No primeiro discurso da noite, o líder da Federação de Coimbra do PS, João Portugal, evocou fundadores do partido como António Arnaut, Fernando Valle, e António Campos, e elogiou a cabeça de lista socialista, a ministra Ana Abrunhosa.

"Perdoem-me os benfiquistas, vamos ter uma grande vitória igual à de domingo. Vamos aos cinco", declarou, numa alusão ao total de nove deputados que no domingo serão eleitos pelo distrito de Coimbra.

"Tem-se falado que o PS não tem feito obra. Algumas não estão concluídas por causa da pandemia da covid-19", assumiu. Mas, a seguir, João Portugal assinalou uma série de obras concluídas no distrito de Coimbra, nos últimos anos, nas áreas da saúde, infraestruturas de transportes e justiça.

Leia Também: Voto no BE "assusta especuladores" porque acaba com economia de favores

Recomendados para si

;
Campo obrigatório