Meteorologia

  • 22 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 21º

CEO da Global Media? "Há-de fugir ao escrutínio enquanto puder"

A deputada do Bloco de Esquerda Joana Mortágua apontou o dedo a José Paulo Fafe, por achar que o pedido de audição no Parlamento de que foi alvo é uma iniciativa "de caráter eleitoral".

CEO da Global Media? "Há-de fugir ao escrutínio enquanto puder"
Notícias ao Minuto

15:00 - 28/12/23 por Notícias ao Minuto

Política Global Media

Joana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda (BE) na Assembleia da República, criticou esta quinta-feira o CEO da Global Media, José Paulo Fafe, que se terá recusado a comparecer na comissão parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto marcada para o próximo dia 4 de janeiro, a pedido do BE, por considerar que se trata de uma iniciativa de "caráter eleitoral", segundo o jornal Eco.

"José Paulo Fafe considera que um requerimento aprovado por unanimidade no Parlamento é uma iniciativa de caráter eleitoral. Pelos vistos, acha que despedir 200 trabalhadores e colocar em risco de desaparecimento um dos maiores grupo de imprensa em Portugal não são razão suficiente para prestar contas aos deputados num Parlamento em pleno funcionamento", escreveu Mortágua no X (antigo Twitter).

Na mesma mensagem, a deputada bloquista lamentou: "Há-de fugir ao escrutínio enquanto puder e só isso já diz tanto..."

Os requerimentos para ouvir o Conselho de Administração da Global Media, o ex-presidente da Comissão Executiva do Global Media Marco Galinha e o ex-diretor da TSF Domingos Andrade no Parlamento, todos propostos pelo Bloco de Esquerda, foram aprovados por unanimidade pelos deputados da comissão parlamentar de Cultura, Comunicação Juventude e Desporto.

Leia Também: Trabalhadores da TSF pedem acesso às contas da Global Media

Recomendados para si

;
Campo obrigatório