Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 18º

Referendo? "Número político" que prova que, com Montenegro, "temos Chega"

Isabel Moreira defende que Luís Montenegro desautorizou a bancada social-democrata.

Referendo? "Número político" que prova que, com Montenegro, "temos Chega"

Isabel Moreira considerou, esta segunda-feira, que a proposta de referendo sobre a eutanásia apresentada pelo PSD confirma que com Luís Montenegro há uma relação entre os social-democratas e o Chega, descrevendo ainda este referendo como um "número político lamentável" do líder do PSD.

Numa publicação divulgada no Facebook, a deputada socialista acabou por defender uma posição que já havia sido partilhada pelo líder parlamentar do PS, Eurico Brilhante Dias, que afirmou que Luís Montenegro desautorizou a bancada social-democrata sobre esta matéria, além de acusar o PSD de ser seguidista em relação à agenda da extrema-direita.

"Não vale a pena perder muito tempo com uma manobra política que desautoriza terrivelmente o GPPSD [Grupo Parlamentar do PSD]. Os Deputados e Deputadas do PSD participaram de forma imaculada neste processo legislativo. Só tenho elogios a fazer a quem não faltou a uma única reunião do Grupo de Trabalho do qual resultou o texto prestes a ser votado", começou por escrever Isabel Moreira.

"O texto que resulta de uma discussão com uma década, o tema mais discutido de que tenho memória . Reuniões atrás de reuniões com a colaboração leal dos Deputados do PSD. Nunca mencionaram a hipótese de referendo. São assim subitamente desautorizados por Montenegro, aquele que se empenhou em referendar a vida de crianças, a sua segurança, no processo legislativo da coadoção e foi travado pelo TC. Aquele que foi apoiado nessa aposta por Hugo Soares que, debatendo comigo, afirmou que 'todos os direitos das pessoas podem ser referendados'", acrescentou.

A deputada socialista recordou depois o que já havia acontecido em junho deste ano, quando a Assembleia da República chumbou o projeto de resolução do Chega que pedia a realização de um referendo sobre o mesmo tema.

"O referendo à eutanásia já foi apresentado na AR e chumbado duas vezes. Uma delas, a última, era uma iniciativa do Chega. Montenegro já é presidente do PSD desde o dia que sabemos. Mas foi hoje que acordou para este número político lamentável e que nos confirma que com ele temos Chega. Não queremos", rematou.

Recorde-se que o líder do PSD, Luís Montenegro, anunciou hoje que o grupo parlamentar social-democrata vai entregar um projeto de resolução a pedir um referendo sobre a despenalização da eutanásia. O PS já expressou que o partido rejeita o referendo, tal como o PAN.

Leia Também: Referendo à eutanásia? "Argumentos do PSD não colhem", diz PAN

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório