Meteorologia

  • 08 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Demissão em bloco no hospital Garcia de Orta? "Não é de estranhar"

Secretário-geral do PCP identifica Saúde como um dos principais problemas do país.

Demissão em bloco no hospital Garcia de Orta? "Não é de estranhar"

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, defendeu, esta terça-feira, que a Saúde é um dos "principais" problemas em Portugal, para o qual é preciso "coragem e investimento", admitindo não ser de "estranhar" a demissão dos chefes de equipa do Serviço de Urgência Geral (SUG) do Hospital de Almada (Garcia de Orta), em forma de protesto. 

Questionado pelos jornalistas sobre esta demissão em bloco, que ocorreu em protesto com a escala de dezembro, que dizem estar abaixo dos mínimos, o líder comunista considerou que a mesma "não é de estranhar" tendo em conta, nomeadamente, outras ações anteriores semelhantes.

"Não é por acaso que identificamos as questões da Saúde como um dos problemas principais que é preciso enfrentar com coragem, mas também com investimento e opções", disse Paulo Raimundo, defendendo que é preciso valorizar os profissionais e dar-lhes condições para "poderem trabalhar" e "responder" às necessidades dos utentes.

No entanto, o secretário-geral do PCP remeteu uma declaração mais extensa sobre o tema para mais tarde.

Paulo Raimundo falava em Lisboa, após um encontro com o o PEV – Partido Ecologista 'Os Verdes'. 

Falando desta nova fase do PCP, relacionada com a saída de Jerónimo de Sousa da liderança, Paulo Raimundo garantiu que não irá mudar a política de coligações do partido, reforçando que o PCP pretende "intensificar" a sua ação no quadro da Coligação Democrática Unitária (CDU).

Leia Também: PCP quer ouvir na AR organizações ligadas ao sistema prisional

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório