Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 19º MÁX 31º

PSD acusa PS de ir "a reboque" na revisão constitucional

O vice-presidente do PSD António Leitão Amaro acusou hoje o PS de ir "a reboque da iniciativa e da decisão" dos sociais-democratas na revisão constitucional, considerando que "é um partido a navegar à vista".

PSD acusa PS de ir "a reboque" na revisão constitucional
Notícias ao Minuto

21:14 - 09/11/22 por Lusa

Política revisão constitucional

"O PS não tem nada para oferecer ao país e, mais uma vez, vem a reboque da iniciativa e da decisão do PSD", afirmou o dirigente do PSD no final de uma reunião com a bancada parlamentar, na qual foi abordado o projeto que o partido vai apresentar para rever a Constituição.

E apontou que, aquando da abertura do processo de revisão da lei fundamental por parte do Chega, "o PS disse que não ia fazer nada".

"Quando o PSD, mais uma vez, como fez com o elencar do problema e a denúncia do problema do aumento do custo de vida e da inflação, pelo líder do PSD, e apresentou um programa de emergência social, o PS veio a reboque", acusou, considerando que, também no que toca ao Orçamento do Estado, o PS foi "a reboque" de algumas propostas apresentadas pelos sociais-democratas.

O vice-presidente do PSD afirmou que o PS é "um partido que não tem nada para oferecer".

"É um partido a navegar à vista, muda de ideias, gere simplesmente a conjuntura", criticou, contrapondo que o PSD está a "construir uma alternativa".

António Leitão Amaro salientou que "este é mais um passo de uma alternativa diferenciadora, com uma marca reformista que em Portugal só o PSD apresenta, um reformismo moderado".

O social-democrata, que falava à comunicação social acompanhado pelo secretário-geral, Hugo Soares, e pelo líder parlamentar Joaquim Miranda Sarmento, criticou ainda que, "até hoje, em mais de uma década, revisões constitucionais e revisões constitucionais profundas, foram sempre travadas pelo PS".

"E vamos ver se o PS continua a ser uma força de bloqueio à revisão constitucional", apontou.

O PS vai apresentar um projeto de revisão constitucional para consolidar e alargar "direitos fundamentais", além das questões já analisadas com o PSD sobre a lei de emergência sanitária e acesso a metadados na investigação criminal.

Membros da direção dos socialistas referiram à agência Lusa que o trabalho interno em torno da revisão constitucional começou "há algum tempo" e os princípios base do futuro projeto serão apresentados na reunião da Comissão Política Nacional do PS, esta quinta-feira.

António Leitão Amaro afirmou que "não há diálogo nesta fase" nem "construção conjunta com nenhum outro partido".

Leia Também: Montenegro acusa PS de "confusão e desconforto" na revisão constitucional

Recomendados para si

;
Campo obrigatório