Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 14º

Santana Lopes abandona programa de TV em direto (uma vez mais)

O episódio aconteceu na noite de sexta-feira, na CNN Portugal.

Santana Lopes abandona programa de TV em direto (uma vez mais)
Notícias ao Minuto

08:40 - 28/08/22 por Ema Gil Pires

Política Santana Lopes

Pedro Santana Lopes, atual presidente da Câmara da Figueira da Foz, voltou a abandonar uma emissão televisiva que decorria em direto, tal como tinha já feito há 15 anos. Desta vez, o episódio decorreu durante um espaço de debate na CNN Portugal, que ocorreu na noite de sexta-feira. 

Em causa estava um momento televisivo que versava sobre a privacidade dos políticos, na sequência das críticas de que a primeira-ministra da Finlândia, Sanna Marin, tem sido alvo, após a divulgação de vídeos nas redes sociais onde era vista a dançar e a cantar, animadamente, numa festa privada.

No âmbito da discussão, a CNN Portugal exibiu uma fotografia do antigo primeiro-ministro que, nos anos 90, também suscitou um grande escrutínio. Nela, Santana Lopes aparece com uma fita vermelha na cabeça num cruzeiro da discoteca Kapital - uma imagem que levou a consubstanciar a fama que tinha de 'bon vivant'.

"Inicialmente disse à vossa editora que não queria participar no debate, até porque já sabia que iam pôr, provavelmente, a fita encarnada", explicou, já visivelmente irritado, o autarca, durante o momento televisivo moderado pela jornalista Ana Sofia Cardoso e onde participavam também a comentadora Helena Gouveia e Mafalda Anjos, diretora da revista Visão.

"Eu já uma vez abandonei um debate por causa de um treinador de futebol chamado José Mourinho. E agora saio outra vez. Boa noite", concluiu Santana Lopes antes de deixar a emissão, onde afirmou ainda que o "facto de porem esta fotografia tanto tempo [em antena] é o mesmo tipo de mentalidade que persegue a primeira-ministra da Finlândia”.

A acusação levou a moderadora, a jornalista Ana Sofia Cardoso, a explicar que a imagem teria sido apresentada para ilustrar por que razão Santana Lopes tinha sido um dos escolhidos para analisar o 'caso' de Sanna Marin.

Porém, durante a sua intervenção, o social-democrata argumentou que só tinha aceitado participar nesse programa da CNN Portugal porque lhe tinha sido garantido que a imagem em causa não seria exibida - o que, como se comprovou, não viria a acontecer.

Em 2007, recorde-se, Pedro Santana Lopes protagonizou um episódio semelhante, na SIC Notícias. O político estava a conceder uma entrevista sobre a situação do PSD, quando foi interrompido para permitir a emissão de um direto que dava conta da chegada de José Mourinho, na época treinador do Chelsea, ao aeroporto de Lisboa.

Após o sucedido, o social-democrata perguntou à jornalista Ana Lourenço, com quem se encontrava em estúdio, se aquela se tratou de uma decisão justificada. "O José Mourinho é muito mais importante do que qualquer um de nós, sem dúvida nenhuma, e a chegada dele põe o país em delírio. Mas eu pergunto se é assim que o país anda para a frente”, atacou.

E prosseguiu com o protesto: “Convidaram-me para vir aqui falar de assuntos importantes; eu vim com sacrifício pessoal. Chego aqui e sou interrompido por causa da chegada de um treinador de futebol. Acho que o país está doido! Desculpe dizê-lo, com todo o respeito. Não vou continuar a entrevista, acho que as pessoas têm de aprender". E abandonaria, nessa altura, o estúdio.

Leia Também: Santana Lopes não vai executar projeto da piscina de Mar na Figueira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório