Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2022
Tempo
25º
MIN 12º MÁX 27º

PCP. Inflação a 9,1% em julho mostra que "aumento do custo de vida"

O PCP defendeu hoje que o aumento da taxa de inflação para 9,1% em julho "só confirma que o aumento do custo de vida para as populações continua a ser uma realidade fortíssima, que tem de ser resolvida".

PCP. Inflação a 9,1% em julho mostra que "aumento do custo de vida"
Notícias ao Minuto

13:14 - 10/08/22 por Lusa

Política PCP

Em conferência de imprensa na sede nacional do PCP, Bernardino Soares, membro do Comité Central do PCP, reagiu ao anúncio hoje feito pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) -- segundo o qual a taxa de inflação em julho foi de 9,1%, a mais elevada desde novembro de 1992 -- afirmando que "só confirma que o aumento do custo de vida para as populações continua a ser uma realidade fortíssima, que tem de ser resolvida".

Bernardino Soares defendeu que, para se resolver o aumento do custo de vida, é necessário, em primeiro lugar, "valorizar rendimentos -- os salários e as reformas -, como o PCP tem vindo a propor e o Governo tem vindo a rejeitar".

O membro do Comité Central do PCP sustentou também que é necessário controlar "alguns dos fatores que mais contribuem para essa subida da inflação", e designadamente ao agir sobre os preços em "matéria de energia e combustíveis, e também nos bens alimentares essenciais".

Para Bernardino Soares, esses preços "podem ser regulados e controlados de outra forma", "impedindo especulações que estão a existir, que se refletem nos lucros das grandes empresas, da grande distribuição e do setor energético, e que também se refletem na carteira dos portugueses".

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 9,1%, em julho, taxa superior em 0,4 pontos percentuais à observada no mês anterior e a mais elevada desde novembro de 1992, confirmou hoje o INE.

"A variação homóloga do IPC foi 9,1% em julho de 2022, taxa superior em 0,4 p.p. [pontos percentuais] à registada no mês anterior e a mais elevada desde novembro de 1992", informou o Instituto Nacional de Estatística (INE), confirmando, assim, os valores que tinha avançado na estimativa rápida divulgada em 29 de julho.

O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) também acelerou, registando uma variação de 6,2% (6% em junho).

Nesta conferência de imprensa, Bernardino Soares foi ainda questionado sobre as críticas que têm sido feitas a artistas que irão participar na Festa do Avante, devido à posição do PCP sobre a guerra na Ucrânia.

O membro do Comité Central do PCP recusou responder diretamente à questão, afirmando que "a Festa do Avante vai ser, este ano, mais uma vez um grande evento político-cultural, onde a liberdade artística continua a ser uma presença constante na diversidade das expressões artísticas que ali estão, e este ano também estarão certamente, com grande sucesso".

Interrogando novamente se não concorda com as críticas de que estão a ser alvo os artistas, Bernardino Soares respondeu: "Não tenho mais nenhum comentário a fazer sobre isso".

Leia Também: Ucrânia? A UE "colocou-se numa posição periférica"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório