Meteorologia

  • 23 JUNHO 2021
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Inês de Sousa Real denuncia problemas ambientais graves no Norte e Centro

A líder parlamentar do PAN e candidata à liderança do partido, Inês de Sousa Real, apontou hoje "graves problemas" ao nível da proteção animal, descargas nos rios e podas de árvores nos distritos de Aveiro, Braga, Coimbra e Porto.

Inês de Sousa Real denuncia problemas ambientais graves no Norte e Centro
Notícias ao Minuto

21:22 - 16/05/21 por Lusa

Política PAN

"Estes problemas são transversais e preocupantes, mas há muitos outros", disse à Lusa a deputada e candidata única à liderança do PAN, depois de no fim de semana ter visitado estes distritos para se inteirar das suas particularidades e preocupações em matéria ambiental.

Falando de "graves problemas" no que respeita a políticas de proteção animal, Inês de Sousa Real afirmou que há distritos que não têm canil municipal, que colocam obstáculos ao voluntariado e não têm respostas de apoio quer às associações, quer ao nível de resgate e encaminhamento para adoção de animais.

Além deste aspeto, a líder parlamentar falou na poluição que se verifica em vários rios, consequência de descargas para os mesmos.

A poda e abate "abusivo" de árvores é outra das preocupações enumeradas por Inês de Sousa Real que, sublinhou, "não têm em conta a importância das mesmas para a qualidade de vida das cidades e meio ambiente".

Para além de evitarem ondas de calor, a candidata única à liderança do partido falou ainda na sua importância para as zonas de fruição e lazer das cidades.

"Escasseiam espaços verdes, espaços que são cada vez mais fundamentais nas cidades", reforçou.

Na sua opinião, as autarquias devem, também, incentivar e proporcionar as condições adequadas para que os cidadãos usem a bicicleta e transportes públicos, nomeadamente em simultâneo.

"É essencial que as ciclovias estejam integradas com os transportes públicos para que as pessoas possam usar e complementar os diferentes meios de transporte", sublinhou.

As opções políticas estão "desalinhadas" com a visão de cidades mais verdes, saudáveis e de maior fruição por parte dos munícipes, considerou.

Inês de Sousa Real quer, com a moção global de estratégia que vai apresentar ao congresso em junho, que o partido "vá ao encontro dos grandes desafios de século XXI" e mostrar que o PAN "é um força disruptiva" e "um partido que procura criar pontes e construir diálogos para fazer avançar as suas causas, que não se pauta pela política da terra queimada".

O VIII Congresso do PAN está marcado para 05 e 06 de junho em Tomar.

Inês Sousa Real é jurista, natural de Lisboa, e foi entre 2014 e 2017 Provedora Municipal dos Animais de Lisboa. Nesse ano, foi candidata à presidência da Câmara Municipal de Lisboa, tendo sido eleita para a Assembleia Municipal.

Desde 2019, é deputada do PAN na Assembleia da República, tendo sido eleita presidente do grupo parlamentar.

Leia Também: "Não haverá exploração de lítio na Rede Natura da Serra d'Arga"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório