Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

PCP/Congresso: Comité central cumpre "regra de ouro" da maioria operária

A lista do comité central do PCP, a eleger no sábado no congresso de Loures, vai respeitar a "regra de ouro" fixada por Álvaro Cunhal de ter uma maioria de membros de origem operária, no caso 44,96%.

PCP/Congresso: Comité central cumpre "regra de ouro" da maioria operária
Notícias ao Minuto

16:58 - 27/11/20 por Lusa

Política PCP/Congresso

De acordo com a proposta de comité central, órgão máximo de direção dos comunistas, a lista "inclui 129 camaradas", uma redução relativamente ao anterior, há 33 saídas e 19 são novos dirigentes.

A composição do comité central ainda é passível de alterações, antes da sessão fechada, agendada para sábado.

Segundo a proposta, entre os 129 militantes propostos, 58 são operários (44,96%), 29 são empregados (22,48%), o que dá uma soma de 67,44%.

Há 42 membros que são "intelectuais e quadros técnicos" (32,55%) e 27,9% são mulheres (36).

A média etária é 49,08 anos.

A maioria dos candidatos ao comité central (79) são funcionários do partido e três são funcionários da JCP.

A chamada "regra de ouro" dita que a maioria do comité central tem de ser composto por uma maioria de membros de origem operária e foi definida pelo líder histórico do PCP, Álvaro Cunhal, no livro "O Partido com Paredes de Vidro".

"No PCP, a maioria operária no Comité Central, nos seus organismos executivos e em todos os organismos de direção sempre que possível é considerada como uma 'regra de ouro'. Não se trata de uma imposição que não tenha em conta os quadros existentes num momento dado. Mas trata-se de uma orientação que determina critérios de seleção e de promoção", escreveu Cunhal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório