Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
13º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

PCP quer que Casa do Artista no Norte adiada há anos se concretize

O PCP quer que a Casa do Artista do Norte, projeto adiado há mais de 15 anos, seja uma realidade e vai entregar uma proposta na Assembleia da República, revelou hoje a Direção da Organização Regional do Porto (DORP).

PCP quer que Casa do Artista no Norte adiada há anos se concretize
Notícias ao Minuto

17:46 - 31/10/20 por Lusa

Política Casa do Artista

"Como é do conhecimento público, o PCP tem apresentado diversas propostas de apoio social, num contexto de agravamento da realidade, nomeadamente para os trabalhadores das artes e da cultura (...). O PCP apresentará na Assembleia da República uma proposta para a concretização do projeto da Casa do Artista do Norte", lê-se em comunicado da DORP.

Esta decisão surge depois de esta manhã a deputada comunista Diana Ferreira ter reunido com o ator e encenador Júlio Cardoso, bem como com o músico Rui Reininho.

Em comunicado, o PCP recorda que em maio de 2003 "da vontade de um conjunto de personalidades ligadas às artes e à cultura", nasceu no Norte do país a Associação Mutualista dos Artistas (AMAR), uma estrutura que desde então deseja criar a Casa do Artista do Norte.

A criação desta associação tem como objetivos "a solidariedade social e a prática da atividade mutualista, nomeadamente nas vertentes da assistência e segurança social, médica, artístico-cultural, entretenimento, turismo, tempos livres, terceira idade e todas as outras atividades similares e a construção da Casa do Artista do Norte", descreve o PCP.

"A criação desta estrutura visava estender o projeto então nascido em Lisboa, procurando dar apoio a muitos artistas do Norte, assegurando condições de dignidade e segurança a este setor, em particular aqueles que estão em fim de carreira", acrescentam os comunistas.

O PCP relata, ainda, que "a cedência por parte do Município de Matosinhos de um terreno para esse efeito criou as condições para a concretização do projeto", contudo "questões de natureza burocrática e a falta de apoios têm obstado à sua viabilização", conclui.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório