Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
13º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Parlamento aprova hoje proposta do OE2021 na generalidade. Siga em direto

A Assembleia da República deverá aprovar hoje, na generalidade, a proposta do Governo de Orçamento de Estado para 2021 apenas com os votos favoráveis da bancada parlamentar do PS.

Parlamento aprova hoje proposta do OE2021 na generalidade. Siga em direto
Notícias ao Minuto

06:46 - 28/10/20 por Lusa

Política OE2021

O orçamento deverá ser viabilizado à justa, contando com abstenções do PCP, PAN e PEV, bem como das deputadas não inscritas Cristina Rodrigues (ex-PAN) e Joacine Katar Moreira (ex-Livre).

O PSD, BE, CDS-PP e os deputados únicos do Chega, André Ventura, e da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo, já anunciaram o voto contra.

Pela parte do Governo, o debate na generalidade vai ser encerrado pelo ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, segundo na hierarquia do executivo liderado por António Costa.

Antes do período de encerramento, no segundo dia do debate no parlamento, intervirão três ministros: das Finanças, João Leão, da Saúde, Marta Temido, e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Acompanhe abaixo em direto:

O primeiro dos dois dias de debate, na terça-feira, ficou marcado pelo confronto entre o primeiro-ministro, António Costa, e a bancada do Bloco de Esquerda, que pela primeira vez nos últimos cinco anos vai votar contra o Orçamento de Estado do executivo socialista.

António Costa aproveitou a abertura do debate para acusar o BE de ter desertado da esquerda para se juntar à direita, classificando a posição dos partidos na fase da generalidade como um momento da "clarificação política".

Catarina Martins, coordenadora do BE, justificou a alteração de posição do partido sobretudo com o "recuo na saúde", entrando numa troca de acusações com o primeiro-ministro sobre se o orçamento aumenta ou diminui as dotações do Serviço Nacional de Saúde.

No debate, Costa prometeu negociar com PCP "sem espalhafato" e "seguir com muita atenção" a posição do PSD na fase da especialidade, depois de o líder social-democrata, Rui Rio, ter atacado as opções do Governo na recapitalização da TAP e do Novo Banco.

No primeiro dia do debate, António Costa foi o único a responder do lado do Governo, tendo tido sempre a seu lado o ministro das Finanças. O ministro de Estado Pedro Siza Vieira (Economia), Augusto Santos Silva (Negócios Estrangeiros) e Mariana Vieira da Silva (Presidência) também marcaram presença na bancada do Executivo, tal como os ministros do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, da Saúde, Marta Temido, do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos.

No cenário macroeconómico que inscreveu no OE2021, o Governo espera para 2020 um défice de 7,3% e que o rácio da dívida pública aumente para 134,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

Depois da aprovação na generalidade, o Orçamento do Estado para 2021 será debatido na especialidade a partir de quinta-feira, devendo as propostas de alteração entrar até ao dia 13 de novembro. O documento será sujeito a votação final global no dia 26 de novembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório