Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

"Nunca ataquei o Benfica. Ataquei aqueles que se servem do Benfica"

Ana Gomes foi entrevistada no programa 'Isto é Gozar Com Quem Trabalha', com Ricardo Araújo Pereira.

"Nunca ataquei o Benfica. Ataquei aqueles que se servem do Benfica"

Ana Gomes foi a convidada do primeiro programa da segunda temporada de 'Isto é Gozar Com Quem Trabalha', com Ricardo Araújo Pereira, e, instada a comentar se está a tentar que André Ventura, líder do Chega, vote em si nas eleições presidenciais, a candidata foi perentória: "Não quero aventuras fascistas, tenho memória, vivi 21 anos em ditadura"

"Quero defender a Democracia, não sou antissistema, sou pela limpeza do sistema", frisou, acrescentando que o que pretende é "limpar isto dos donos de tudo isto que impedem os cidadãos de terem as oportunidades que deviam ter" e "não continue tanta gente na precariedade, pobre mesmo trabalhando muito"

Quanto aos apoios que recebeu dentro do PS, a ex-eurodeputada referiu que "há muitos e bons camaradas que me têm feito chegar o seu encorajamento". "Felizmente que o PS é um partido grande, plural, em que há muita gente que pensa pela sua própria cabeça" e que o seu "objetivo não é ter só o apoio dos socialistas"

Ataque ao Benfica? 

Questionada pelo humorista sobre a "insistência em atacar o Benfica", a candidata presidencial afirmou: "Nunca ataquei o Benfica. Ataquei aqueles que se servem do Benfica para fazerem negócios escuros à conta dos portugueses e não só, dos adeptos".

Neste seguimento, Ana Gomes levou até ao programa os "fatinhos de ginástica" que ela e a sua irmã usavam quando praticavam a modalidade no clube das águias. "Não estou aqui para atacar o Benfica. Estou aqui para denunciar a corrupção e a criminalidade que se aproveita dos clubes de futebol para lavar dinheiro e para, no fundo, sonegar recursos que os portugueses tanto precisam"

Já sobre Rui Pinto, a quem tem mostrado o seu apoio, a ex-eurodeputada apontou que o hacker "denunciou crimes gravíssimos contra os portugueses". "Acho que é a Justiça que tem de avaliar se Rui Pinto cometeu alguns delitos, mas tem, certamente, de levar em conta o extraordinário serviço público que ele prestou ao fazer essas denúncias tão importantes para os portugueses".

Comentário na televisão? Ana Gomes "segue o exemplo" de Marcelo

Ana Gomes mantém o espaço de comentário semanal na SIC Notícias e, sobre se o iria manter agora que é candidata ao mais alto cargo da nação, disse que seguiria o "exemplo" do atual Presidente da República: "Nessa matéria é seguir o exemplo dado por Marcelo Rebelo de Sousa. Suspendeu-o no dia em que formalizou a candidatura e é exatamente o que eu farei". 

Ricardo Araújo Pereira perguntou ainda se a candidata pretendia "contrair uma dívida de milhões de euros junto do Novo Banco para ver se consegue ter António Costa na sua Comissão de Honra". A esta provocação, relativa a António Costa e Luís Filipe Vieira, a ex-eurodeputada respondeu afirmando que "não precisa de comissões de honra". "Sou uma pessoa honrada, não preciso de Comissão de Honra. O primeiro-ministro também não precisava de estar nessa Comissão de Honra".

Na sua candidatura, explicou, "não tenciona pedir empréstimos". "Tenciono pedir donativos aos portugueses que me apoiam no máximo de cem euros e totalmente transparente", concluiu. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório