Meteorologia

  • 06 ABRIL 2020
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Marega. "O nosso problema não é racismo, é síndrome Joacine", diz Ventura

Líder do Chega desvaloriza incidente ocorrido este domingo em Guimarães: "País de hipocrisia em que tudo é racismo".

Marega. "O nosso problema não é racismo, é síndrome Joacine", diz Ventura

André Ventura reagiu ao incidente que envolveu o jogador de futebol do FC Porto Moussa Marega, este domingo, no campo do Vitória de Guimarães, dizendo que se trata de uma "chuva de lamentos" e de "hipocrisia".

"País de hipocrisia em que tudo é racismo e tudo merece imediatamente uma chuva de lamentos e de análises histórico - megalómanas", começou por escrever o líder do partido de extrema-direita Chega, através do seu perfil de Facebook.

Recorde-se que o avançado pediu para ser substituído, ao minuto 71 do jogo da 21.ª jornada da I Liga, depois de ouvir cânticos racistas dos adeptos da formação vimaranense, numa altura em que o FC Porto vencia por 2-1, resultado com que terminaria o encontro.

"O nosso problema não é o racismo. É a hipocrisia. É o síndrome Joacine que começa a invadir as mentalidades. Por mim não passarão", acrescentou o deputado.

Sublinhe-se que o secretário de Estado da Juventude e Desporto considerou este domingo o incidente com o futebolista maliano intolerável é inaceitável, assegurando que as autoridades estão a identificar os responsáveis, a fim de serem punidos. João Paulo Rebelo assegurou o empenho das autoridades para a identificação e punição dos responsáveis por estes atos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório