Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 16º

Edição

Ministra quer políticas sociais a avançar "a velocidade apreciável"

A ministra da Presidência defendeu hoje que as políticas demográficas e de combate à pobreza e desigualdades avançam na proposta de orçamento a uma "velocidade apreciável" e pediu um esforço para "explicar os objetivos" do Governo.

Ministra quer políticas sociais a avançar "a velocidade apreciável"
Notícias ao Minuto

17:59 - 28/01/20 por Lusa

Política OE2020

Esta posição de Mariana Vieira da Silva foi defendida em Setúbal, num debate integrado nas Jornadas Parlamentares do PS, que serão na quarta-feira encerradas pelo secretário-geral socialista e primeiro-ministro, António Costa.

"Por mais que gostássemos em cada um destes caminhos de ir mais rápido, penso que estamos a ir na velocidade que conseguimos. E, para primeiro orçamento desta legislatura, considero que estamos a ir a uma velocidade apreciável", advogou.

Em relação à proposta de Orçamento do Estado, Mariana Vieira da Silva disse que se procura "dar passos significativos" face aos desafios demográfico e de combate à pobreza, desde logo "com a aposta no Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

"O SNS tanto pode estar integrado nas políticas demográficas, porque uma parte da pressão adicional que se sente é devido ao envelhecimento da população, como na resposta às desigualdades que persistem", justificou.

Em matéria de demografia, a ministra de Estado e da Presidência apontou "os incentivos fiscais para o segundo e terceiro filhos" previstos na proposta do Governo de Orçamento, assim como o complemento creche, que "vai iniciar-se ainda neste ano de 2020".

"Mas encontramos também a medida do IRS jovem, que se enquadra no objetivo de fazer com que os jovens possam mais cedo emancipar-se. Há ainda um significativo reforço das políticas de habitação, não só reforçando o orçamento para essas medidas e para o arredamento acessível, mas também agindo sobre o mercado. Quando olhamos para a habitação percebemos que temos de aumentar a resposta pública, mas também agir em relação ao mercado de habitação", reforçou.

Já no campo do combate às desigualdades, Mariana Vieira da Silva destacou medidas orçamentais em torno do complemento solidário para idosos, a conclusão da prestação social de inclusão e o aumento das pensões e a atualização do mínimo de existência.

Neste ponto, a ministra da Presidência distinguiu igualmente "o fim das barreiras para os alunos do ensino profissional no acesso ao ensino superior".

"Não podemos continuar a não dar resposta a um número de alunos que, felizmente, deixaram o abandono escolar precoce, mas precisam de prosseguir o seu caminho", declarou, recebendo palmas dos deputados socialistas.

Na parte final da sua intervenção, Mariana Vieira da Silva deixou um apelo aos deputados socialistas: "Que este período que se segue seja um caminho de melhoria do Orçamento, de grande capacidade de explicar quais são os nossos objetivos".

"De um Orçamento espera-se que faça escolhas e que seja coerente nessas escolhas", acrescentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório