Meteorologia

  • 01 MARçO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Manuela Ferreira Leite vai participar nas jornadas parlamentares do PSD

A ex-líder do PSD Manuela Ferreira Leite vai participar nas jornadas parlamentares do partido, que têm por tema a proposta de Orçamento do Estado para 2020, e em que intervirão também João Duque e Tiago Caiado Guerreiro.

Manuela Ferreira Leite vai participar nas jornadas parlamentares do PSD

O PSD já tinha anunciado que vai realizar em 07 de janeiro um dia de jornadas parlamentares na Assembleia da República, dedicadas à proposta orçamental, iniciativa que acontecerá três dias antes da votação na generalidade do documento, marcada para 10 de janeiro, e quatro dias antes das eleições diretas para escolher o presidente do partido.

De acordo com o programa hoje divulgado, no primeiro painel participarão a ex-ministra das Finanças e antiga líder do PSD Manuela Ferreira Leite e o porta-voz do partido para as Finanças Públicas, Joaquim Sarmento.

Depois de almoço, o segundo painel das jornadas terá como oradores o economista e professor universitário João Duque e o fiscalista Tiago Caiado Guerreiro, seguindo-se um período de debate.

O encerramento será feito pelo presidente do PSD e líder do grupo parlamentar, Rui Rio.

O PSD ainda não anunciou o sentido de voto em relação à proposta de Orçamento do Estado, mas o líder social-democrata já disse que "o mais normal será o principal partido da oposição votar contra".

As últimas jornadas parlamentares do PSD realizaram-se em março, no Porto.

Durante o período da 'troika', PSD e CDS-PP - que estavam coligados no Governo - realizaram jornadas parlamentares conjuntas na Assembleia da República, mas com os trabalhos a prolongarem-se por mais de um dia.

Habitualmente, as jornadas parlamentares dos partidos - que implicam a suspensão dos restantes trabalhos - realizam-se fora da Assembleia da República e estendem-se por um dia e meio ou dois dias.

Em 11 de janeiro, Rui Rio disputará a liderança do PSD com o antigo líder parlamentar Luís Montenegro e o atual vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto Luz, com uma eventual segunda volta uma semana depois, se nenhum dos candidatos obtiver mais de 50% dos votos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório