Meteorologia

  • 26 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 14º

Edição

"Se partidos fossem coerentes com aquilo que dizem, moção seria aprovada"

Líder do CDS defende um cenário de eleições antecipadas no país por considerar que o Governo já deixou de governar para passar apenas a "gerir o ciclo eleitoral". Moção de censura centrista é discutida e votada esta quarta-feira.

"Se partidos fossem coerentes com aquilo que dizem, moção seria aprovada"
Notícias ao Minuto

15:45 - 19/02/19 por Melissa Lopes 

Política Assunção Cristas

Assunção Cristas afirmou esta terça-feira, véspera da discussão da moção de censura apresentada pelo CDS, que “se todos os partidos fossem coerentes com aquilo que dizem na rua e no Parlamento”, então a iniciativa centrista ganharia forma na votação no Parlamento.

Em declarações aos jornalistas, a líder do CDS disse que “gostava mesmo” que as eleições legislativas fossem antecipadas (caso o Governo fosse derrubado como pretendia com a moção).

“Por nós, este Governo está a fazer mal ao país, já não está a governar, está a empatar tempo. Ora, se está a empatar, mais vale rapidamente iniciarmos um novo ciclo para que o próximo Governo possa efetivamente começar a governar”, justificou Cristas, que acusou os restantes partidos - BE e PCP – de incoerência.

“Se todos os partidos fossem coerentes com aquilo que dizem na rua e no Parlamento, então a moção de censura seria aprovada”, atirou, frisando que, do lado do CDS, “a posição tem sido sempre a mesma e é muito clara” - “entendemos que este Governo não está a fazer bem ao país e já esgotou o seu tempo porque simplesmente já não governa, só gere o ciclo eleitoral”, reforçou.

Esta é a segunda vez que o CDS apresenta uma moção de censura ao Governo de Costa. A primeira, em 2017, justificava-se pelos incêndios que ceifaram dezenas de pessoas. Esta moção tem um âmbito mais alargado. O CDS justifica-a com a degradação dos serviços públicos e por considerar que este Governo está “esgotado”.

Tanto o Bloco de Esquerda, como o PCP e os Verdes já confirmaram que vão votar contra. Esta segunda-feira o PSD revelou que vai votar a favor. O chumbo é, assim, o desfecho previsível para esta moção. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório