Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

PCP e Bloco contra moção de censura do CDS. “Não pode ser levada a sério”

O PCP e o Bloco de Esquerda já anunciaram que vão votar contra a moção de censura ao Governo apresentada esta sexta-feira pelo CDS.

PCP e Bloco contra moção de censura do CDS. “Não pode ser levada a sério”

O primeiro partido a reagir à moção de censura apresentada pelo CDS foi o PCP, pela voz de João Oliveira. Para o comunista, a iniciativa centrista “não pode ser levada a sério”, tendo em conta a proximidade eleitoral.

Trata-se de facto de uma encenação do CDS motivada pela disputa do espaço político com o PSD e à Direita,. Naturalmente, o PCP não se vai envolver”, vincou o líder parlamentar comunista.

Apesar de o PCP votar contra a moção de censura do CDS, reconhece que há “opções do Governo” que são “merecedoras de censura”, nomeadamente “as opções de convergência com o PSD e com o CDS”. “Mas não é para isso que se destina a moção de censura do CDS e o PCP, naturalmente, votará contra”, posicionou-se.

No mesmo sentido, também o Bloco de Esquerda vê nesta segunda moção de censura do CDS uma 'jogada' de campanha eleitoral. 

"Percebemos que esta moção tem mais a ver com o estado da Direita e a disputa eleitoral do que com a realidade concreta do país. Em ano eleitoral, com medo dos opositores eleitorais que disputam o mesmo espaço eleitoral, o CDS usa a moção de censura como campanha eleitoral", disse o líder da bancada parlamentar do Bloco, Pedro Filipe Soares, anunciando o voto contra a iniciativa centrista

"Na confusão das ideias apresentadas", prosseguiu o bloquista, "a única coisa concreta que o CDS diz é que defende as PPP’s na saúde e que está a favor do abuso dos privados na ADSE", concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório