Meteorologia

  • 24 MAIO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Sobe para 11 o número de vítimas de incêndio em Vila Nova de Rainha

Morreu mais uma vítima do incêndio do passado dia 13 de janeiro, em Vila Nova da Rainha, Tondela, avança a SIC Notícias.

Sobe para 11 o número de vítimas de incêndio em Vila Nova de Rainha
Notícias ao Minuto

10:43 - 29/01/18 por Melissa Lopes com Lusa

País Tondela

Há cerca de duas semanas, quando o país mergulhava no luto devido a esta tragédia, registavam-se oito mortos e 38 feridos, 16 dos quais em estado grave. Desde então, três dos feridos acabaram por não resistir, tendo o mais recente óbito sido agora confirmado. Tratava-se de um doente, de 57 anos, internado no Hospital Santa Maria, em Lisboa. Faleceu hoje, às 3 horas da madrugada, disse fonte hospitalar à Lusa.

No hospital de Santa Maria (Centro Hospitalar Lisboa Norte) permanece internado um outro, de 70, vítima do incêndio que se mantém "estável", adiantou.

Na passada sexta-feira, recorde-se, um homem na "casa dos 60 anos" também não resistiu aos ferimentos. Já no dia 17 de janeiro, confirmava-se a morte de um outro homem de 67 anos, que lutava pela vida no Hospital de São João.

No hospital de Santa Maria (Centro Hospitalar Lisboa Norte) permanece internado outro homem, de 70 anos, também vítima do incêndio, que se mantém "estável", adiantou.

Já a jovem de 15 anos que se encontrava internada no Hospital Dona Estefânia (Centro Hospitalar de Lisboa Central), em Lisboa, teve alta na sexta-feira, informou hoje à Lusa fonte hospitalar.

Ainda na sequência do incêndio de Tondela, dois homens, de 70 e 51 anos, foram transportados para o Hospital de São Francisco Xavier (Centro Hospitalar Lisboa Ocidental), em Lisboa, onde estiveram internados na Unidade de Cuidados Intensivos, mas por se encontrarem já "estáveis" foram transferidos, na semana passada, para as unidades hospitalares das respetivas zonas de residência, um para Coimbra e outro para Viseu, segundo fonte oficial do Hospital de São Francisco Xavier.

Por volta das 21 horas, do passado dia 13, a explosão de uma salamandra numa associação recreativa de Vila Nova de Rainha originou o pânico entre as dezenas de pessoas que ali passavam o serão de sábado.

Foi no primeiro andar, onde decorria um torneio de sueca, que teve início o fogo, após a explosão. Um teto falso consumido num ápice, o pânico e a locomoção limitada pela inalação de fumos das pessoas que ali se encontravam ditaram a tragédia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.