Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

Morte de Chester Bennington e o risco do suicídio por imitação

Estima-se que mais de 300 milhões de pessoas, a nível global, sofram de depressão. Uma doença ainda estigmatizada, que confina as suas vítimas ao silêncio, e que pode ser evitada e tratada.

Morte de Chester Bennington e o risco do suicídio por imitação
Notícias ao Minuto

08:47 - 21/07/17 por Anabela de Sousa Dantas

País SOS Voz Amiga

Esta quinta-feira tomou-se conhecimento da trágica morte de Chester Bennington, um dos vocalistas da banda Linkin Park. O artista de 41 anos de idade foi encontrado sem vida na sua casa, em Palos Verdes, Los Angeles. Não são oficialmente conhecidas, ainda, as causas da morte mas o médico legista do condado de Los Angeles confirmou à Associated Press que o caso estava a ser tratado como um “aparente suicídio”.

A notícia da morte de Chester Bennington, que deixa seis filhos, surge dois meses depois de Chris Cornell, vocalista dos Audioslave e Soundgarden, se ter suicidado, aos 52 anos de idade.

A amizade que os dois partilhavam, e que Bennington dignou no seguimento da morte de Cornell, dirigindo-lhe uma sentida nota de despedida, é agora relembrada de forma trágica.

O risco do destaque dado pelos media a suicídios de pessoas famosas

“Existe um risco acrescido do chamado suicídio por imitação ou efeito Werther, quando se dá destaque nos media ao suicídio de alguém famoso”, reconheceu Francisco Paulino, presidente da linha de ajuda na área da prevenção do suicídio SOS Voz Amiga, ao Notícias ao Minuto.

O efeito Werther refere-se à tendência de imitação de suicídios amplamente divulgados através da imprensa e, atualmente, também nas redes sociais. Os mais jovens são, regra geral, os mais afetados e, em casos mais agudos, pode verificar-se a formação de cluster de suicídios, ou seja, a sucessão de vários casos num curto espaço de tempo.

“Foi observado ao longo dos anos e tem havido encontros entre responsáveis da área da saúde mental, com representantes dos diversos órgãos de informação, precisamente para terem alguma contenção na forma como divulgam estas notícias”, acrescentou Francisco Paulino.

SOS Voz Amiga tem linha gratuita para quem precisar de falar

Em abril deste ano, foi lançado um número verde de atendimento gratuito na linha SOS Voz Amiga. O número é o 800 209 899 e pretende chegar a quem não têm possibilidades financeiras para fazer a chamada, que funciona todos os dias entre as 16h00 e as 24h00.

A SOS Voz Amiga, recorde-se, foi a primeira linha telefónica em Portugal de apoio em situações agudas de sofrimento causadas pela solidão, ansiedade, depressão e risco de suicídio.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) revelados também em abril último, estima-se que em 2015 a depressão tenha atingido mais de 300 milhões de pessoas, 4,4% da população mundial, registando-se número quase igual de pessoas que sofrem de alguma perturbação de ansiedade (havendo pessoas que acumulam as duas condições).

A depressão é a causa que mais contribui para os suicídios. Esta condição, no entanto, pode ser evitada e pode ser tratada. A OMS sublinha que se deve procurar reduzir o estigma em torno desta doença – e de todas as doenças mentais – para que não haja pudor em pedir ajuda entre aqueles que precisam.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório