Meteorologia

  • 17 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 16º MÁX 29º

Ministério da Defesa regulariza pagamentos para passes dos ex-combatentes

O Ministério da Defesa Nacional assegurou hoje que até ao final da semana vai regularizar os pagamentos em falta ao Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT), para a gratuitidade dos passes dos ex-combatentes.

Ministério da Defesa regulariza pagamentos para passes dos ex-combatentes
Notícias ao Minuto

13:50 - 23/03/23 por Lusa

País Defesa

Em comunicado, o MDN começa por referir que realizou "todos os pagamentos" às Autoridades Metropolitanas de Transportes de Lisboa e do Porto relacionados com os títulos de transportes dos antigos combatentes.

Quanto aos pagamentos ao IMT, a terceira entidade com a qual a Direção-Geral de Recursos de Defesa Nacional "se relaciona neste processo", o MDN afirmou que "o último conjunto de faturas foi entregue por esta à DGRDN no dia 21 de março, pelo que será efetuado o pagamento até ao final desta semana".

De acordo com o Governo, "trata-se de um procedimento moroso devido à necessidade de verificação legal de processos e faturas, no âmbito do qual tem havido uma articulação regular com as entidades envolvidas no sentido de serem simplificados os procedimentos".

Até à data, acrescenta o MDN, aquela direção-geral pagou 6,28 milhões de euros às autoridades de transportes, "estando a regularizar nesta semana, após validação das respetivas faturas, o remanescente de 1,06 milhões de euros ao IMT".

Citado pelo Correio da Manhã na edição de hoje, o presidente da Associação Nacional de Transportes Rodoviários de Pesados de Passageiros, Luís Cabaço Martins, afirmou que recebeu "muitas queixas de empresas de todo o país que disponibilizavam o passe de antigo combatente".

De acordo com o CM, há empresas de transportes que admitem passar a cobrar o título de transporte em abril alegando que não receberam os pagamentos devidos.

O passe gratuito para antigos combatentes foi um benefício aprovado em 2021 e que foi posto em prática em 2021.

Leia Também: Ucrânia. Portugal dá 75 mil euros para investigações de crimes de guerra

Recomendados para si

;
Campo obrigatório