Meteorologia

  • 25 JUNHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 23º

Cadastrado furta bomba de gasolina, agride funcionário e acaba libertado

Funcionário tentou impedir fuga do suspeito e foi agredido.

Cadastrado furta bomba de gasolina, agride funcionário e acaba libertado
Notícias ao Minuto

14:16 - 22/06/22 por Notícias ao Minuto

País Lisboa

Um jovem, de 26 anos, foi detido pela Polícia de Segurança Pública (PSP), na manhã do passado dia 19 de junho, no Parques das Nações, em Lisboa, depois de assaltar um posto de combustível e agredir um funcionário que tentou impedir a sua fuga até à chegada das autoridades.

O Comando Metropolitana de Lisboa da PSP revela, num comunicado divulgado esta quarta-feira, que, durante um patrulhamento, os agentes, “ao passar junto a um posto de combustível, verificaram alguns transeuntes, esbracejando de forma aflitiva para a viatura policial, solicitando a sua ajuda”.

Segundo apurou a força de segurança, o suspeito tinha acabado de cometer um furto naquele estabelecimento.

“Um funcionário daquele posto, depois de se ter apercebido do ilícito procurou reter o suspeito até à chegada das autoridades, vindo a ser agredido fisicamente pelo suspeito, tendo este fugido do local”, lê-se.

Uma vez que o ilícito tinha acabado de ocorrer, o suspeito “ainda se encontrava no campo visual dos polícias, tendo sido inequivocamente indicado pelas testemunhas”.

Os polícias “perseguiram” o jovem e acabaram por apanhá-lo e perceber que este “estaria a ocultar vários produtos no interior da sua indumentária”.

“Aquando da abordagem policial e executando a revista de segurança ao suspeito, foi verificado que detinha na sua posse, sem qualquer justificação para tal, diversas armas proibidas, nomeadamente três facas, com eventual propósito de as usar na prática de crimes e/ou escalar no grau de violência caso fosse necessário fazê-lo de forma a atingir os seus intentos”, sublinha a PSP.

A força de segurança revela ainda que o funcionário “foi agredido diversas vezes por parte do suspeito, tendo sido projetado ao solo, tendo resultado cortes, escoriações, hematomas na face e danos nos óculos pessoais”.

O suspeito, “detinha já um largo historial em diversos processos de natureza criminal semelhantes ao ocorrido, sendo na sua maioria reincidente em crimes contra a propriedade e crimes contra a integridade física”.

Presente a interrogatório judicial no Campus da Justiça, foi-lhe aplicada a medida de coação de apresentações semanais.

Leia Também: Lisboa. Detido após ameaçar e insultar funcionários do metro e polícias

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório