Meteorologia

  • 06 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

Câmara paga despesa para vacinar utentes em Espinho em vez de Gaia

Utentes de Espinho voltam esta quarta-feira a ser vacinados contra a covid-19 nesse concelho do distrito de Aveiro, comprometendo-se a autarquia a assumir a respetiva despesa após críticas da população à deslocação do serviço para Vila Nova Gaia.

Câmara paga despesa para vacinar utentes em Espinho em vez de Gaia
Notícias ao Minuto

11:54 - 16/11/21 por Lusa

País Covid-19

Segundo revelou hoje o município de Espinho, a decisão foi aprovada pela Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), que assim autoriza que a inoculação contra o vírus SARS-CoV-2 volte a realizar-se na antiga Escola da Seara, mas, em contrapartida, estipulou que a contratação de médicos e enfermeiros passa agora a ser financiada pela autarquia.

O presidente da Câmara de Espinho, Miguel Reis, considera a despesa justificada: "Este é um investimento crucial para dar resposta às dificuldades sentidas pelos nossos munícipes na deslocação para o centro de vacinação mais próximo, instalado em Grijó [concelho de Gaia, distrito do Porto], e permitirá acelerar o ritmo da vacinação numa altura em que se antevê o aumento significativo do número de casos em Portugal".

O dispositivo que até 26 de setembro funcionou na Escola da Seara está a ser reinstalado no local e entrará em funcionamento às 12:30 de quarta-feira, sob a coordenação do Serviço Municipal de Proteção Civil e em articulação com o Agrupamento de Centros de Saúde de Espinho e Gaia.

Fonte da Câmara diz que caberá à autarquia "garantir o funcionamento integral do centro de vacinação", o que, por um lado, implica a disponibilização de funcionários municipais para agendamento de marcações e suporte logístico, e, por outro, "a contratação de enfermeiros e pessoal médico para assegurar administração da dose de reforço da vacina contra a covid-19 e inoculação contra a gripe sazonal".

Com recurso a essa estrutura, a expectativa é que o dispositivo de Espinho possa vacinar até 1.500 pessoas por semana. Inicialmente, a casa funcionará apenas de segunda a sexta-feira, entre as 12:30 e as 19:30, mas, caso se revele necessário, esse horário poderá ser alargado aos fins de semana.

Fonte da autarquia realça que "todos os utentes com mais de 80 anos que ainda não receberam a dose de reforço contra a covid-19" podem já dirigir-se ao centro de vacinação de Espinho "sem qualquer marcação", beneficiando do regime de casa aberta.

Os utentes de outras faixas etárias devem, contudo, aguardar a respetiva convocatória para a terceira dose ou para a inoculação simultânea contra a covid-19 e a gripe, sendo que serão avisados quanto ao devido dia e hora "através de uma chamada telefónica ou de uma SMS [mensagem escrita para o telemóvel]". 

Segundo o mais recente balanço da agência noticiosa France-Presse, desde a descoberta do vírus SARS-CoV-2 em dezembro de 2019 a covid-19 já provocou mais de cinco milhões de mortes em todo o mundo, entre cerca de 253,17 milhões de infetados.

Em Portugal, onde o primeiro caso de covid-19 foi diagnosticado em março de 2020, a Direção-Geral da Saúde já registou 18.265 óbitos entre 1.108.462 casos de infeção confirmada.

Leia Também: Portugal usa "trunfo" da vacinação para captar turistas alemães

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório