Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Abertura em três fases. Eis o documento que explica como tudo vai suceder

António Costa anunciou, esta quinta-feira, que a abertura e a "libertação" do país vai ser feita em três fases. Uma será já no dia 1 de agosto, outra a 5 de setembro e, a terceira, em outubro.

Abertura em três fases. Eis o documento que explica como tudo vai suceder

Os portugueses ficaram esta quinta-feira a saber que a "libertação" desde 'novo normal' a que a pandemia da Covid-19 nos habituou vai ser feita em três fases. A primeira é já este domingo, dia 1 de agosto, em que termina o recolher obrigatório nos concelhos de risco elevado e muito elevado. 

A segunda fase, em setembro, ficará marcada pelo fim do uso obrigatório da máscara na via pública, enquanto a terceira, em outubro, trará a reabertura de discotecas

Não esquecer que "há um conjunto de medidas gerais que enquadrarão estas três fases".

A diferenciação de regras em relação a concelhos termina, "passando estas a ter um âmbito nacional"; o comércio, a restauração e os espetáculos culturais voltam a ter os horários normais, sem restrições - "com limite às 2h da manhã" -, e apontar-se-á a uma "utilização intensiva" do certificado digital ou dos testes negativos.

Durante a conferência de imprensa do Conselho de Ministros, António Costa explanou como tudo se irá processar, fazendo a sua apresentação acompanhada de um documento que revela todas as medidas. 

Leia esse documento na íntegra aqui

Leia Também: "Três fases para libertação". Regras iguais para todos e fim a proibições

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório