Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Centro de Recolha de Castelo Branco promoveu adoção de 249 animais

O Centro de Recolha Animal (CRA) de Castelo Branco promoveu a adoção de 249 animais em 2020 e, no mesmo período, esterilizou 90 canídeos e 223 felídeos, anunciou hoje o município local.

Centro de Recolha de Castelo Branco promoveu adoção de 249 animais

À agência Lusa, o município de Castelo Branco explica que, em 2020, entraram no CRA um total de 232 cães, 148 por indicação da PSP e da GNR, 66 capturados pelo canil e 18 entregues por indicação da própria autarquia.

No mesmo período, saíram do CRA 238 canídeos, dos quais 158 foram adotados.

Dos restantes, cinco foram eutanasiados por serem portadores de doença infecto-contagiosa, doença incurável ou por comportamento extremamente agressivo, pondo em causa a segurança dos donos ou dos colaboradores do canil.

Foram ainda registadas 21 mortes naturais por doença grave ou de complicações pós-traumáticas (acidentes) e 54 cães foram restituídos aos seus proprietários, "por ser possível o contacto com o seu detentor através da consulta na base de dados do SIAC [Sistema de Informação de Animais de Companhia], ou por serem reconhecidos na página oficial do CRA, no Facebook".

Já em relação aos felídeos, em 2020 foram entregues ou capturados por indicação da GNR e da PSP 65 animais, capturados pelo canil 226, no âmbito do programa Captura, Esterilização, Devolução (CED), e entregues dois por indicação da Câmara de Castelo Branco.

Em contrapartida, foram adotados 91 gatos e 178 foram devolvidos às respetivas colónias, no âmbito do CED.

O CRA restituiu ainda cinco felídeos aos proprietários e registou a morte de 21 animais, por causas naturais e eutanásia.

O município explica que existem no canil cerca de 40 cães, que, devido à idade, temperamento, raça ou porte, não reúnem as condições preferenciais para serem adotados.

"O inquietante é que os animais adotados são os mais novos ou recém-entrados no canil, principalmente cachorros", sublinha a autarquia.

Em 2020, foram esterilizados 90 canídeos, todos eles animais capturados, ou entregues no CRA.

Todos os animais que integraram o programa de adoção foram esterilizados.

No mesmo período, realizaram-se 223 esterilizações de gatos, sendo que 181 aconteceram no âmbito do programa CED.

As restantes foram executadas em animais que se destinaram ao programa de adoção.

O Centro de Recolha Animal de Castelo Branco está a aguardar licenciamento como Centro de Recolha Oficial (CRO) junto da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

Este centro pertence à Câmara de Castelo Branco e tem por finalidade centralizar as atividades de apoio ao bem-estar dos animais de companhia abandonados ou de detentores que deixem de ter condições para manter os animais.

As suas atividades repartem-se pelo controlo das populações errantes, que decorre da recolha desses animais para garantir a sua saúde e a saúde pública, tendo igualmente implicações no seu bem-estar, na medida em que lhes garante alimentação e boas condições de alojamento.

Deste modo, os animais têm ainda a oportunidade de se reunirem com o seu detentor ou de virem a encontrar outro detentor, caso tenham sido abandonados.

"A recolha destes animais em espaço adequado previne a possibilidade de serem agredidos por pessoas ou outros animais, prevenindo o risco de provocarem, ou virem a sofrer, acidentes de trânsito ou outros", conclui a autarquia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório