Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

"Aguardamos ainda avalanche de casos", dizem profissionais do São João

O Hospital de São João no Porto encontra-se, atualmente, com uma ocupação de 82% de doentes Covid e 92% não-Covid.

"Aguardamos ainda avalanche de casos", dizem profissionais do São João

Num momento em que a maior parte dos hospitais portugueses acusam pressão devido ao crescimento da pandemia no país, os profissionais de saúde do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUS João), no Porto, alertam que o pior ainda está para vir.

"Sem dúvida que temos tido mais óbitos, como tem sido a nível nacional. Encaramos isto com muita seriedade. Porque as pessoas não são números, são os nossos doentes, são as famílias dos nossos doentes. Queremos é salvar todas as pessoas. (...) Aguardamos ainda uma avalanche de casos que vem aí de certeza, com tantos casos novos", defendeu Patrícia Cardoso, enfermeira chefe na unidade hospitalar, em declarações à RTP.

Com uma ocupação de 82% de doentes Covid e 92% não-Covid no hospital, os profissionais de saúde advertem para o facto de a unidade de saúde deixar de conseguir receber doentes de outras regiões já esta semana.

"Acho que daqui a pouco tempo, todas as enfermarias estarão cheias e cada hospital terá de se desenrascar para encontrar uma forma de poder alargar ao máximo a sua capacidade de internamento e dar resposta a isto tudo", conjeturou Sérgio Gaião, intensivista no CHUS João, também em declarações ao canal da estação pública.

Com cada vez mais internamentos, mais perlongados, José Artur Paiva, diretor medicina intensiva no referido hospital sublinhou ainda a importância da adoção de restrições mais apertadas, impostas pelo Governo para travar a pandemia e consequentemente não pressionar mais os serviços de saúde.

"As respostas são finitas em Portugal ou em qualquer país e daí a relevância das medidas sociais. E, mesmo assim, vamos demorar a chegar aos valores pré-Natal, que já se encontravam num planalto elevado", afirmou o responsável.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou o boletim epidemiológico deste domingo, que deu conta de 10.385 novos casos de contágio por coronavírus e 152 mortes nas últimas 24 horas. Portugal acumula agora 549.801 casos confirmados e 8.861 vítimas mortais.

Leia Também: AO MINUTO: Ministro da Economia isolado. 10.º dia acima das 100 mortes cá

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório