Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

Covid-19: Autarca de Guimarães apela ao uso de máscara na rua

O presidente da Câmara de Guimarães apelou hoje ao uso de máscaras nas ruas, além dos espaços fechados, referindo que a "prevenção em grupo" é uma "responsabilidade cívica", depois do número de infetados no concelho ter "aumentado muito".

Covid-19: Autarca de Guimarães apela ao uso de máscara na rua
Notícias ao Minuto

14:10 - 11/09/20 por Lusa

País Covid-19

Em declarações à Lusa, Domingos Bragança referiu ser "preocupante" que os infetados com covid-19 detetados estão "dispersos", pelo que admitiu "apertar a malha dentro do possível", nomeadamente com os horários do comércio.

Em sete dias foram registados 108 novos casos positivos no concelho, "sem que se perceba qual o foco" do contágio, disse.

"A dispersão destes casos é preocupante porque é um contágio em comunidade. Por isso, para nós, autarquia, mais do que pensar na imunidade de grupo, é importante pensar na prevenção de grupo, daí este apelo para o uso constante de máscara quando saímos das nossas casas, mesmo na rua e não apenas nos espaços fechados", disse.

O autarca referiu que o objetivo é "conseguir viver o dia-a-dia com esta nova realidade de pandemia, sem ter que encerrar novamente tudo", realçando que para que tal aconteça "é necessário cada um exercer a sua responsabilidade cívica de se proteger protegendo os outros".

Questionado sobre a possibilidade de intervir nos horários de funcionamento do comércio, Domingos Bragança adiantou que é uma hipótese.

"Temos que apertar a malha, ao mesmo tempo que apelamos ao espírito cívico para cumprimento das medidas preventivas. Sabemos desde ontem [quinta-feira] estas possibilidades de estabelecer horários e vamos decidindo como melhor nos defendermos a todos", respondeu.

"Estamos a prevenir o pior para desejar o melhor, mas temos que ter em conta todas as medidas preventivas mais apertadas que a lei nos concede neste estado de contingência", completou.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 910.300 mortos e mais de 28,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Portugal contabiliza hoje mais três mortos relacionados com a covid-19 e 687 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de novos casos em 24 horas contabilizado hoje é o mais alto desde 16 de abril, quando foram registados 750 novos casos de infeção.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 1.855 mortes e 62.813 casos de infeção.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório