Meteorologia

  • 02 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

"Vir a Ovar é como agradecer aqui a todo o país", acredita Marcelo

De visita a Ovar, o Presidente da República sublinhou que a região "é especial" e justificou-o: "Foi a situação mais dramática".

"Vir a Ovar é como agradecer aqui a todo o país", acredita Marcelo

Depois de António Costa ter sublinhado, esta sexta-feira, a unidade do sistema político português na luta contra a pandemia de Covid-19, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, também de visita à empresa Flex2000, não poupou elogios aos ovarenses, pelo forma como souberam superar o foco do novo coronavírus.

No período em que Portugal viveu em Estado de Emergência, "agricultura, comércio e muitos serviços continuaram a trabalhar". Recordou o Presidente da República para confessar que se mostrou surpreso quando "uma vizinha anunciou que ia reabrir a indústria e a agricultura", sendo que por cá esses setores se mantiveram em atividade, excetuando situações pontuais.

Em Portugal, sublinhou ainda, "não pararam as exportações porque a indústria e uma parte do comércio não parou".

Justificou ainda o chefe de Estado o motivo pelo qual foi feita esta visita à empresa, que foi também o hospital de campanha para doentes com Covid-19 em Ovar, foi acompanhada pelo primeiro-ministro, ministros e secretários de Estado. De acordo com Marcelo Rebelo de Sousa, "todos os portugueses mereciam [visita idêntica]. Mas Ovar é especial. Não só foi a primeira cerca sanitária, a primeira declaração do estado de calamidade, como foi a situação mais dramática".

"Vir a Ovar é como agradecer aqui a todo o país. E vir connosco todo o país agradecer a Ovar" (Marcelo Rebelo de Sousa)

As palavras do Presidente foram ainda estendidas a Salvador Malheiro, que Marcelo classificou como "inquieto e reivindicativo". Este posicionamento do autarca foi justificado pela necessidade de "defender a causa da terra e do povo".

Durante a fase mais crítica da pandemia em Ovar, as conversas entre o autarca e o Presidente da República foram frequentes e, "se não era dia sim dia sim, [o contacto] era dia sim dia não, às horas mais incríveis do dia e da noite", revelou Marcelo, acrescentando ainda ter sido testemunha, em videoconferência, do esforço de Salvador Malheiro para "aos poucos ir reabrindo a atividade das empresas na cerca de Ovar. O ministro de Estado e da Economia estava lá para ouvir, para decidir".

Salvador Malheiro foi, em suma, "um herói" mas porque tem "um povo herói". O povo "tem sido heróico e temos de continuar a ser porque ainda vamos a menos de meio do caminho. Na economia e na sociedade, há muito caminho para fazer", reforçou o Presidente, que já durante a manhã desta sexta-feira, antes do almoço com o autarca e o líder do PSD, elogiou a ação de Salvador Malheiro.

Confidenciou ainda Marcelo Rebelo de Sousa, com o objetivo de transmitir segurança aos portugueses, que hoje tem um jantar de aniversário, da neta, e faz questão de levar um pão-de-ló para a família. E não há receios de ir à região, até porque "Ovar tem dos menores R - indicador da transmissão do vírus - do país".

"Ovar deu a volta por cima, Portugal deu a volta por cima. Nós somos portugueses e somos especiais" (Marcelo Rebelo de Sousa)

Questionado relativamente ao almoço de hoje com Rui Rio, Marcelo disse apenas ter falado sobre "coisas importantes da vida e da sociedade". As presidenciais, neste almoço, não tiveram 'lugar à mesa'.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório