Meteorologia

  • 02 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Covid-19: PS chumba audição de secretária dos Transportes dos Açores

O PS chumbou hoje a audição à secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores, requerida pelo PPM, acerca do avião privado chinês que aterrou em Ponta Delgada no início de fevereiro.

Covid-19: PS chumba audição de secretária dos Transportes dos Açores

Depois de ter inviabilizado a audição à secretária regional da Saúde esta manhã, a maioria socialista chumbou a presença da secretária regional dos Transportes e Obras Públicas na Comissão de Economia, que teve os votos favoráveis do PSD, CDS e BE.

O deputado socialista Carlos Silva adiantou à Lusa que o partido votou contra "por considerar que o assunto está já resolvido e o tempo que passou permite comprovar que, felizmente, correu tudo dentro do previsto" e que "os comunicados emitidos pelo Governo [Regional] foram esclarecedores".

Já o CDS considerou "pertinente" a proposta monárquica, já que o primeiro comunicado emitido pelo executivo indicava uma data errada de partida do avião.

"Felizmente não aconteceu nada de grave, mas queríamos perceber que procedimentos foram adotados e o que é que correu mal", afirmou o centrista Alonso Miguel.

Para o proponente, o PPM, que não tem direito a voto na Comissão de Economia, "o Partido Socialista está a blindar o Governo" e a "tentar impedir o esclarecimento dos factos".

O único deputado do partido no parlamento açoriano, Paulo Estêvão, prevê "que a mesma coisa vá acontecer quando for submetido a votos a audição do coordenador do gabinete de apoio à comunicação social", mas considera importante "perceber porque é que foi veiculada informação falsa".

A Lusa tentou contactar o PSD e o Bloco de Esquerda, mas sem sucesso.

Do requerimento apresentado pelo PPM, falta ainda decidir a audição ao coordenador do Gabinete de Apoio à Comunicação Social do executivo açoriano, que será deliberada na quarta-feira.

O caso gerou polémica, depois de ter sido divulgado por vários meios de comunicação social que os passageiros do avião em causa tinham sido impedidos de desembarcar na Islândia, na República Dominicana e no Haiti e que o avião foi impedido de aterrar nas Bahamas, devido ao receio do coronavírus.

Na altura, o gabinete de imprensa do Governo dos Açores sublinhou que a coordenadora regional de Saúde Pública, Ana Rita Eusébio, e o delegado de Saúde Pública de Ponta Delgada, Eduardo Cunha Vaz, confirmaram não existir qualquer "risco específico" para a saúde pública relacionado com o voo particular que aterrou no Aeroporto de Ponta Delgada, proveniente do Haiti.

Além dos pedidos de audição em relação ao avião chinês, o PPM tinha solicitado também a presença do presidente do Governo Regional dos Açores na Comissão de Economia, para prestar esclarecimentos acerca do abastecimento marítimo à ilha do Corvo, mas acabou por retirar o requerimento.

O coronavírus Covid-19 provocou 1.775 mortos e infetou cerca de 71.300 pessoas a nível mundial.

A maioria dos casos ocorreu na China, onde a epidemia foi detetada no final de 2019.

Além de 1.770 mortos na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Em Portugal, houve já uma dezena de casos suspeitos, mas nenhuma infeção confirmada até agora.

Segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), há 45 casos confirmados na União Europeia e no Reino Unido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório