Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2021
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Amarante promete remodelar em 2021 estrada degradada na zona de Figueiró

A Câmara de Amarante prevê a realização de obras, em 2021, no troço da EM 565, na zona de Figueiró e Freixo de Cima, em mau estado de conservação, para as quais já decorre a execução do projeto, disse à Lusa fonte autárquica.

Amarante promete remodelar em 2021 estrada degradada na zona de Figueiró

Segundo o município, o facto de a conduta de água que percorre a via ter atingido "o limiar de vida útil" tem obrigado a diversas reparações na infraestrutura e no pavimento.

Por outro lado, a degradação daquele eixo viário, pavimentado há cerca de uma década, acelerou nos últimos anos com o trânsito intenso a que a está sujeito, por ser uma das estradas mais congestionadas da rede viária municipal.

O mau estado da via, sobretudo nas zonas mais urbanas, é notado pela população e reportado pelos presidentes de junta, que se dizem preocupados com os transtornos criados aos utentes, para além das questões de segurança.

A Avenida da Lagarteira, como também é conhecida a artéria com cerca de 1,4 quilómetros de extensão, atravessa zonas urbanas com atividade económica intensa, nas redondezas da cidade da Lixa.

A rápida degradação "obrigou a uma análise técnica profunda" das condições da via, nomeadamente à realização de estudos de tráfego e de drenagem de águas pluviais, sublinha o município.

A substituição desta conduta "é um processo moroso", o que, acentua a edilidade, obriga à articulação dos trabalhos com a empresa Águas do Norte.

O presidente da União de Freguesias de Figueiró, Daniel Pinheiro, confirmou o "péssimo estado" da estrada, assinalando que o problema ocorre ao longo de um troço com 1,4 quilómetros, entre a Estrada Nacional 15 e a Rotunda da Água Nova, na confluência das localidades de Figueiró e Freixo de Cima.

O autarca sinaliza ter a informação da câmara de que estão previstas obras naquela estrada e que o projeto está incluído no orçamento municipal.

Por seu turno, o presidente da Freguesia de Freixo de Cima e de Baixo, Alfredo Teixeira, refere que o mau estado da estrada é um problema "frequentemente denunciado pelos moradores".

Anotou, também, haver o compromisso da câmara municipal no sentido de recuperar da via, para a qual será aberto concurso ainda este ano, com a obra a decorrer em 2021.

Segundo fonte camarária, a estimativa para o custo da obra é de 250 mil euros.

A empreitada de pavimentação será precedida da substituição da conduta de água que tem constituído foco de problemas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório