Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Rotura iminente de dique no Mondego obriga a evacuar Casal Novo do Rio

A rotura iminente do dique periférico do rio Mondego junto a Montemor-o-Velho está a obrigar hoje à evacuação da zona baixa da localidade do Casal Novo do Rio, anunciou a Câmara.

Rotura iminente de dique no Mondego obriga a evacuar Casal Novo do Rio

"Alertamos a população da zona suscetível a cheias da vila de Montemor-o-Velho para o risco muito elevado de cheia. Aconselhamos que acautele os seus bens e os seus animais, se proteja e recolha uma muda de roupa, medicação e documentos de identificação para a eventual necessidade de, em caso de emergência, evacuação das zonas sensíveis", refere a informação da Câmara.

Momentos antes desta informação, a Câmara de Montemor-o-Velho lançou um alerta para as populações das zonas baixas da vila e ainda de Casal Novo do Rio e Ereira, na sequência do caudal elevado do Rio Mondego.

"Alerta-se a população das zonas baixas historicamente sensíveis a cheias de Montemor-o-Velho, Casal Novo do Rio e Ereira para tomarem medidas de prevenção e autoproteção devido ao risco elevado de cheia", refere uma informação enviada por email da Câmara.

O município aconselha ainda a que se "acautele bens e animais". Além disso, a autarquia apela à população para que "se proteja e recolha uma muda de roupa, medicação e documentos de identificação para a eventual necessidade de, em caso de emergência, evacuação das zonas sensíveis".

Pede ainda a Câmara calma e vigilância, e que as pessoas façam "uma lista e recolham os objetos importantes e necessários, nomeadamente documentos de identificação e medicamentos".

Em caso de necessidade, deve a população dirigir-se para o Pavilhão Municipal de Montemor-o-Velho ou para a Associação Cultural Desportiva e Recreativa da Ereira.

GNR, por volta das 16:50, retirou da zona do Casal Novo do Rio e Ponte das Lavandeiras as dezenas de pessoas que estavam naquela zona a ver os estragos.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fizeram sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido, deixaram 144 pessoas desalojadas e 320 pessoas deslocadas por precaução, registando-se mais de 11.200 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

Só no sábado, registaram-se mais de 1.700 ocorrências.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou no sábado o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária, bem como danos na rede elétricaafetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório