Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 19º

Mais de 50 concelhos de 10 distritos em risco máximo de incêndio

Mais de 50 concelhos de 10 distritos de Portugal continental apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Mais de 50 concelhos de 10 distritos em risco máximo de incêndio

Em risco máximo de incêndio estão hoje mais de 50 concelhos dos distritos de Faro, Beja, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro e Bragança.

O IPMA colocou ainda vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental em risco muito elevado e elevado de incêndio.

Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo, sendo o elevado o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior

nebulosidade nas regiões Centro e Sul até ao meio da manhã e durante a tarde na região Norte, em especial no interior.

Está também previsto vento moderado de norte/noroeste, soprando moderado a forte no litoral oeste, com rajadas até 70/80 quilómetros por hora a partir do meio da manhã e até final da tarde, em especial a sul do Cabo Mondego.

Nas terras altas, o vento será forte de norte/noroeste, com rajadas até 70/80 quilómetros por hora, rodando para nordeste no final do dia.

A previsão aponta ainda uma pequena descida da temperatura mínima no interior e descida da temperatura máxima no interior e na região sul.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 08 graus Celsius (na Guarda) e os 17 (em Faro) e as máximas entre os 19 graus (na Guarda) e os 28 graus (Faro).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório