Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Pena suspensa para idosa por ameaçar vizinhos com pistola

O Tribunal de Aveiro condenou hoje a dois anos e meio de prisão com pena suspensa uma mulher de 79 anos por ter ameaçado com uma arma de fogo um casal de vizinhos.

Pena suspensa para idosa por ameaçar vizinhos com pistola
Notícias ao Minuto

19:16 - 08/03/19 por Lusa

País Oliveira do Bairro

O coletivo de juízes deu como provado "no essencial" os factos que constavam da acusação.

A arguida foi condenada a nove meses de prisão, por cada um dos dois crimes de coação agravada na forma tentada, um ano e nove meses, por um crime de detenção de arma proibida, e seis meses, por um crime de ameaça agravada.

A septuagenária estava ainda acusada de um segundo crime de ameaça agravada, mas foi absolvida.

Em cúmulo jurídico, foi-lhe aplicada a pena única de dois anos e meio de prisão, suspensa na sua execução.

Além da pena de prisão, arguida terá ainda de pagar uma indemnização de 750 euros ao casal ofendido.

Os factos remontam a junho de 2017, quando a arguida destruiu várias flores que tinham sido plantadas pelos seus vizinhos, num terreno situado entre a casa daqueles e a sua, em Bustos, no concelho de Oliveira do Bairro.

De acordo com a acusação do Ministério Público (MP), a arguida terá dito na altura aos vizinhos que o terreno lhe pertencia em exclusivo e não permitiria que ali fosse plantado nada, chegando a empunhar uma enxada na direção dos mesmos.

O MP diz ainda que a mulher, trabalhadora agrícola reformada, ameaçou o casal de vizinhos com uma pistola de alarme, pronta a disparar.

A arguida terá voltado a repetir as ameaças de morte, acompanhadas de injúrias, em setembro do mesmo ano.

A GNR, na sequência de uma queixa, procedeu à apreensão de duas armas de fogo na residência da septuagenária.

Segundo a acusação, a septuagenária agiu com intenção de intimidar os vizinhos com arma de fogo, provocando naqueles o "receio de morte e intranquilidade permanente".

Recomendados para si

;
Campo obrigatório