Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Debate contra racismo na Feira do Livro marcado por "performance racista"

Voluntária de serviço na Feira do Livro interfere em debate. "Esta gente", queixava-se.

Debate contra racismo na Feira do Livro marcado por "performance racista"

O segundo fim de semana de Feira do Livro de Lisboa fica marcado por um episódio racista em pleno debate sobre o racismo. "Parecia encomendado. Uma performance racista, num debate contra o racismo. Estava boquiaberta".

As palavras são de Bárbara Bulhosa, editora da Tinta da China e um dos elementos do debate que tinha como ponto de partida a obra 'Racismo no País dos Brancos Costumes', de Joana Gorjão Henriques.

Foi através das redes sociais que Bárbara Bulhosa deu a conhecer este episódio testemunhado por participantes no debate e elementos da plateia.

"A voluntária 'contratada' pela APEL", apontou Bárbara Bulhosa, "passou o debate a gesticular e mandar bocas a dizer que não concordava nada com o que estava a ser dito, 'esta gente', repetiu várias vezes".

Além da atitude e comentários que revelavam "de forma inequívoca o que pensa sobre o racismo", "o problema surgiu quando", já o debate se aproximava do final, "começou a mandar calar directamente os intervenientes. Aproximou-se do palco e disse ao Mamadou Ba, que estava a falar: 'Vê lá se te despachas!' O Mamadou Ba, apanhado de surpresa, calou-se e a Joana Gorjão Henriques terminou a sessão imediatamente".

Mamadou Ba, ativista da SOS Racismo, confirma a postura da voluntária no evento e, na sua página no Facebook, dá-nos a sua perspetiva sobre o momento. 

Mamadou Ba, que realça que no passado já enfrentou outras situações em que inclusive o apuparam quando denunciava episódios de racismo, admite que teve "um momentâneo bloqueio mental" perante o tal "vê se te despachas" que terá sido proferido pela voluntária. 

Afirma Mamadou Ba: é "coisa que raramente me acontece por interrupção quando estou no uso da palavra. Não é que não esteja habituado a ser interrompido, até apupado às vezes durante uma intervenção. Costumo lidar com frieza ou irra com estes momentos, consoante as circunstâncias e os contextos. Mas ontem, nem uma nem outra coisa aconteceram. Por momentos, tive um nó na garganta", revela. Um episódio que caracteriza como "um murro no estômago".

Apesar de tudo, a atitude da voluntária não terá sido apenas criticada pelos membros do painel que se viram interrompidos. "A indignação da Editora pela voz de Bárbara Bulhosa, da assistência e das minhas companheiras de mesa foram um bálsamo para mim e a avalanche de reclamações no livro de reclamações são motivo de orgulho e esperança", destaca o ativista da SOS Racismo.

Bárbara Bulhosa, por seu lado, conta na mesma publicação que entrou logo em contacto com a organização da APEL - Associação Portuguesa de Editores e Livreiros. A voluntária em causa foi afastada mas a conversa não deixou de merecer críticas da editora da Tinta da China.

"De imediato, telefonei ao Carlos Beirão, responsável da APEL, encarregado da feira há anos, e contei-lhe o que se tinha passado, dizendo-lhe que não queria mais ali aquela senhora. Respondeu-me que iria substituir. Ainda lhe disse que iria tornar este acontecimento público, ao que me respondeu: 'Não me ameaces'. Sem mais. Não me veio pedir desculpas pelo sucedido, nem à autora e convidados. Aliás, ninguém me disse nada da APEL. Achei muito estranho", refere Bárbara Bulhosa.

O Notícias ao Minuto  entrou em contacto no início da manhã com a APEL para uma reação oficial ao ocorrido e para tentar perceber se a voluntária em causa foi de facto afastada. Ao início da tarde, em comunicado publicado divulgado na página do Facebook da Feira do Livro de Lisboa, a APEL lamentou o sucedido, endereçando um pedido de desculpas a todos os intervenientes do debate.

A APEL assegura ainda que "tomou entretanto medidas para evitar a repetição de incidentes deste teor, que mais uma vez repudia".

[Notícia atualizada às 13h50 com reação da APEL]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório