Papa recebe realizador Martin Scorsese após apresentação de filme em Roma

Cidade do Vaticano, 29 nov - O papa Francisco vai receber na quarta-feira, em audiência privada, o realizador norte-americano Martin Scorsese, em Roma para apresentar o novo filme perante uma assembleia de 400 jesuítas, anunciou hoje uma fonte do Vaticano.

© Reuters
Mundo Jesuítas

'Silêncio', o novo filme de Scorsese é uma adaptação do romance epónimo de Shusaku Endo, publicado em 1966, sobre a viagem de dois missionários jesuítas (interpretados por Andrew Garfield e Adam Driver) portugueses do século XVII para o Japão, seguindo o mentor, padre Ferreira (Liam Nesson).

PUB

O papa jesuíta argentino não vai assistir à apresentação hoje. Quando jovem, Jorge Bergoglio pretendia ser missionário no Japão.

Os problemas de saúde, que obrigaram à ablação de meio pulmão, contrariaram este projeto.

Nascido e criado no bairro nova-iorquino de 'Little Italy', Scorcese realizou em 1988 'A Última Tentação de Cristo', que desencadeou uma enorme polémica entre os cristãos de todo o mundo. Um incêndio de origem criminosa num cinema francês, que exibia o filme, causou 14 feridos.

Este novo filme, 'Silêncio', estreia nos Estados Unidos a 23 de dezembro e a 19 de janeiro em Portugal.

De acordo com o diretor de comunicação da Companhia de Jesus, Patrick Mulemi, os cerca de 400 jesuítas que vivem em Roma vão assistir à projeção do filme, na presença do realizador, para uma sessão fechada à imprensa.

Um jesuíta de Nova Iorque foi o consultor sobre questões técnicas para a equipa de realização, que também se deslocou a Roma para consultar os arquivos dos jesuítas na sede mundial da ordem, disse Mulemi.

A Companhia de Jesus, uma das principais ordens religiosas masculinas católicas, fundada em 1540 por Inácio de Loyola, conta atualmente 16.479 membros (padres, irmãos laicos, seminaristas e noviços).

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS