Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 23º MÁX 38º

Após 40h, espeleólogos desaparecidos em gruta foram encontrados "ilesos"

O casal, com cerca de 30 anos, foi dado como desaparecido na noite de sábado.

Após 40h, espeleólogos desaparecidos em gruta foram encontrados "ilesos"
Notícias ao Minuto

18:14 - 24/06/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

Alfonso Urrutia e Paloma Bombín, o casal de espeleólogos desaparecidos na gruta de Garma Ciega-Sima del Sombrero, na província espanhola da Cantábria, foram localizados "ilesos" dentro da gruta.

"Os espeleólogos desaparecidos na Garma acabam de ser resgatados ilesos", anunciou a autarquia de Soba, onde se localiza a gruta, nas redes sociais.

Segundo a imprensa espanhola, que cita fontes do governo da Cantábria, as equipas de emergência, com ajuda da Unidade Militar de Emergência, procederam ao resgate e os espeleólogos encontram-se já na superfície, após uma operação de busca que durou cerca de 40 horas. 

Urrutia, natural de Salamanca, e Bombín, de Valladolid, foram dados como desaparecidos na noite de sábado. A operação de busca mobilizou cerca de 60 elementos dos serviços de emergência, apoiados por drones e um helicóptero, devido à possibilidade de o casal, com cerca de 30 anos, ter conseguido sair da gruta e estar perdido no mato. 

Esta manhã, antes de os espeleólogos serem encontrados, a Guardia Civil tinha adiantado que estava a considerar várias hipóteses sobre o desaparecimento, sendo que um "grande atraso de tempo" para percorrer o percurso era a "hipótese mais provável".

A autoridade excluiu ainda "quedas ou acidentes graves", uma vez que, se os espeleólogos "tivessem tido algum percalço", "teriam sido localizados".

Leia Também: Especialistas em estudos de grutas estão desaparecidos em Cantábria

Recomendados para si

;
Campo obrigatório