Meteorologia

  • 17 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 29º

Lula admite aprovar possível lei para legalizar casinos e jogos de azar

O Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva declarou-se hoje pessoalmente contrário a uma possível legalização dos casinos e dos jogos de azar, mas esclareceu que caso seja aprovada uma lei no congresso deverá aprová-la.

Lula admite aprovar possível lei para legalizar casinos e jogos de azar
Notícias ao Minuto

20:35 - 21/06/24 por Lusa

Mundo Brasil

"Não tem porque não sancionar", disse hoje em entrevista à Rádio Meio Norte, citado na Agência Brasil.

Lula da Silva aludiu assim a um projeto de lei que tramita no Congresso, já aprovado pela Câmara dos Deputados e que avança no Senado.

O chefe de Estado reconheceu que "houve um tempo em que o discurso contra os jogos de azar tinha alguma verdade", mas ressaltou que "hoje, com todo mundo apostando em futebol na internet, as coisas não são mais assim".

Apesar de os jogos de azar serem proibidos por lei desde 1946, existem várias lotarias no Brasil, algumas delas estatais, e há uma proliferação de diferentes formas de jogos de azar, como bingos e plataformas virtuais onde se ganha ou perde dinheiro com os resultados do futebol.

Na quarta-feira, a Comissão de Constituição e Justiça aprovou o projeto de lei que autoriza o funcionamento de bingos e de casinos e regulariza jogos de azar, como o Jogo do Bicho, e apostas no País. A Proposta segue para análise do Plenário do Senado, segundo a Agência Senado.

O projeto de lei apresentado ao Senado propõe a criação de um quadro jurídico para a exploração de casinos e de todos os tipos de jogos de azar.

Inclui também a legalização do chamado "jogo do bicho", a lotaria ilegal mais popular do país, controlada por máfias do Rio de Janeiro que até patrocinam as famosas escolas de samba que todos os anos animam o Carnaval do Rio de Janeiro.

De acordo com o projeto de lei, todas essas atividades seriam tributadas, o que contribuiria para aumentar a arrecadação de impostos.

Leia Também: Brasil ultrapassa seis milhões de casos prováveis de dengue este ano

Recomendados para si

;
Campo obrigatório