Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 22º

"Recebe sem ir trabalhar". Aberto processo contra irmão de Sánchez

A abertura do processo pelo Tribunal de Instrução 3 de Badajoz, em Espanha, tem por base suspeitas de crimes de peculato, prevaricação e tráfico de influências.

"Recebe sem ir trabalhar". Aberto processo contra irmão de Sánchez
Notícias ao Minuto

11:06 - 11/06/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

O Tribunal de Instrução 3 de Badajoz, em Espanha, abriu um processo de investigação contra David Sánchez, o irmão do primeiro-ministro espanhol, que é diretor do gabinete de música Ópera Jovem e chefe do Gabinete de Artes Cénicas do Conselho Provincial de Badajoz, por suspeitas de crimes de peculato, prevaricação e tráfico de influências.

Segundo fontes do Tribunal Superior de Justiça da Extremadura, citadas pelo La Voz de Galícia, esta abertura de processo é também por suspeita de delitos contra a Administração Pública e Finanças Públicas.

A decisão da juíza Beatriz Biedma foi tomada na sequência de uma queixa apresentada pelo sindicato autodenominado Manos Limpias contra David Sánchez, Miguel Ángel Gallardo e o chefe do Serviço de Apoio Jurídico e Inspeção do Departamento de Recursos Humanos do Conselho Provincial, Alejandro Cardenal.

O tribunal, que já notificou a sua resolução às partes, aceitou recolher provas, incluindo a apresentação do contrato de um dos investigados.

Segundo a queixa apresentada pelo grupo de campanha anti-suborno Manos Limpias (mãos limpas, em português), entre os onze candidatos que concorreram ao cargo no concurso público de 2017, David Sánchez foi escolhido por apresentar "um perfil mais consentâneo" com os requisitos do concurso, cumprindo todos os méritos específicos e porque "as suas respostas às questões que lhe foram colocadas faziam dele o candidato mais adequado para ocupar o cargo".

No comunicado de imprensa desta associação após a apresentação da queixa, uma das funções de David Sánchez é ser o maestro da Orquestra Sinfónica, da Banda da Orquestra Sinfónica de Câmara do Conselho Provincial, mas "recebe um salário sem ir trabalhar". "Nestes sete anos em que David Azagra - o nome artístico de David Sánchez Pérez-Castejón - ocupou o cargo de maestro da referida orquestra do Conservatório Superior de Música de Badajoz, não a comandou em mais ocasiões", acrescentou, em alusão ao facto de só ter estado ao leme num concerto dado em janeiro de 2019.

Da mesma forma, Manos Limpias afirmou, em resposta a uma notícia publicada por um meio de comunicação social, que David Sánchez "não comparece ao seu trabalho na Diputación, exceto em raras ocasiões", apesar de "não estar autorizado a prestar os seus serviços em teletrabalho". 

Manos Limpias salientou ainda que David Sánchez tem residência em Elvas, Portugal, onde, segundo a denúncia, o empresário Víctor de Aldama, que está a ser investigado no presente processo de compra de máscaras (Caso Koldo), tem empresas comerciais.

O grupo denunciante refere ainda que David Sánchez tem um património de dois milhões de euros "para um salário de 55.000 euros".

Após ouvir o pedido do tribunal para que lhe seja enviado o contrato de um dos investigados, Gallardo afirmou que entende esse pedido "dentro da absoluta normalidade e com respeito pelo Estado de Direito, mesmo para aqueles que mentem", em referência ao grupo denunciante.

"É uma mentira e estou absolutamente tranquilo", acrescentou Gallardo, que afirmou que "a abertura de um processo preliminar é um direito que protege o queixoso".

Recorde-se que o caso veio a público em abril, altura em que os líderes da oposição política vieram pedir esclarecimentos sobre as obrigações fiscais de David Sánchez, tal como reportou o jornal El Economista.

O governo regional da Extremadura confirmou que David Sánchez é tributado em Portugal, segundo o ABC. O porta-voz do Partido Popular de Espanha (PP) da Extremadura pediu "decência política" por parte do presidente da junta de Badajoz e do secretário-geral do PSOE (Partido Socialista espanhol) da Extremadura, Miguel Ángel Gallardo. 

Leia Também: Vice-presidente do governo espanhol demite-se da liderança do Sumar

Recomendados para si

;
Campo obrigatório