Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Vice-presidente do governo espanhol demite-se da liderança do Sumar

A segunda vice-presidente do governo em Espanha, Yolanda Díaz, anunciou hoje sua renúncia à liderança do Sumar, partido político espanhol de esquerda que ficou em 5.º lugar em Espanha nas eleições europeias de domingo.

Vice-presidente do governo espanhol demite-se da liderança do Sumar
Notícias ao Minuto

16:39 - 10/06/24 por Lusa

Mundo Europeias

Após uma reunião do executivo do Sumar, que durou mais de três horas, Yolanda Díaz, a número três do governo espanhol e ministra do Trabalho e Economia Social, anunciou que iria abandonar o cargo de líder do Sumar, numa declaração pública via 'streaming', citada pela Europa Press e pelo El Confidencial.

Yolanda Díaz formalizou, desta forma, a sua renúncia ao cargo de coordenadora geral do partido, depois de ter sido eleita para o cargo em março, assumindo a derrota na primeira pessoa nestas eleições europeias.

Os resultados desastrosos das eleições abriram uma crise na coligação de esquerda, com vozes críticas no partido Más Madrid, como por exemplo o líder Eduardo Fernández Rubiño, que exigiu assumir a responsabilidade na liderança do Sumar.

O Partido Socialista do primeiro-ministro Pedro Sánchez conquistou 20 lugares nas eleições europeias, cujos resultados estão alinhados com os das eleições legislativas de julho.

Naquela ocasião, o PP ficou em primeiro lugar, mas não conseguiu assumir o poder devido à falta de apoio no parlamento. Pedro Sánchez ficou em segundo lugar e conseguiu manter-se no poder com o apoio da extrema esquerda e dos partidos regionalistas.

Este domingo, a formação de extrema-direita Vox melhorou a sua pontuação em relação a 2019, ao conquistar seis lugares no Parlamento Europeu, em comparação com quatro lugares de há cinco anos, enquanto uma nova formação classificada como de extrema-direita e fundada por um 'youtuber' polémico, "O partido acabou", entrou em cena ao conquistar três lugares.

Leia Também: Vice de Sánchez acusa PM espanhol de "falta de transparência e lealdade"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório