Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

"Traidores". Atacante tinha-se manifestado contra Fico (e já foi acusado)

O chefe de governo da Eslováquia está em numa condição muito frágil de saúde, depois de ter sido baleado e submetido a uma cirurgia que durou horas.

"Traidores". Atacante tinha-se manifestado contra Fico (e já foi acusado)
Notícias ao Minuto

11:20 - 16/05/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Eslováquia

Juraj Cintula, o homem que está a ser identificado como o autor dos disparos contra o primeiro-ministro eslovaco Robert Fico, já se teria manifestado contra o mesmo há cerca de três semanas

De acordo com os média eslovacos, Cintula foi um dos manifestantes que esteve em Dolná Krupá, aquando da passagem do primeiro-ministro pelo município a 24 de abril, no mesmo dia em que assinou uma lei controversa sobre a imprensa. Segundo o executivo eslovaco, a 'luz verde' para esta lei 'acendeu-se' para ajudar a "reparar o ativismo político que se instalou nos meios de comunicação social".

Nesse dia, Fico reuniu-se com o governo, mas alguns manifestantes decidiram mostrar o seu descontentamento, gritando coisas como "Longa vida à Ucrânia", "Traidores" e "Chega de Fico" - entre os manifestantes, estava Cintula.

Já esta quinta-feira, foi divulgado que Cintula, de 71 anos, foi acusado formalmente de tentativa de homicídio do primeiro-ministro. Poderá enfrentar uma pena de prisão perpétua, uma vez que, de acordo com o Código Penal eslovaco, um crime de homicídio premeditado é punido com pena de prisão de "20 a 25 anos". No entanto, se o ataque "for dirigido a uma pessoa protegida", como um chefe de governo, a moldura penal aumenta para prisão perpétua.

Apesar de ainda não serem conhecidos muitos detalhes sobre o inquérito, a emissora de TV Markíza adianta que o atirador disse à polícia que tinha planeado o ataque dias antes. A mesma emissora terá ainda referido que o mesmo tinha planeado magoar Fico, mas não matá-lo.

Já ao final do dia de ontem, também a mulher do atirador terá sido levada pelas autoridades - havendo imprensa eslovaca que refere que foi apenas para a proteção da esposa.

Já hoje também, as autoridades fizeram uma publicação na qual alertaram para os comentários que estavam a ser deixados nas redes sociais. "Nos comentários sobre o ataque de ontem há quem desaprove este crime e outros que espalham ódio", escreveram 

Leia Também: Influente, hábil e populista. Quem é Robert Fico, o PM eslovaco baleado?

Recomendados para si

;
Campo obrigatório