Meteorologia

  • 24 MAIO 2024
Tempo
25º
MIN 13º MÁX 25º

Fica à beira da morte ao tratar cancro com sumos e terapias holísticas

A mulher ignorou os conselhos dos profissionais de saúde e optou por seguir terapias alternativas, depois de ter visto "relatos da sua taxa de sucesso" na Internet.

Fica à beira da morte ao tratar cancro com sumos e terapias holísticas
Notícias ao Minuto

22:53 - 20/04/24 por Notícias ao Minuto

Mundo Reino Unido

Uma mulher de 39 anos quase perdeu a vida a tentar curar um cancro através de uma dieta à base de sumos e de terapias holísticas, alertando, agora, para que os doentes na mesma situação não ignorem os conselhos dos profissionais de saúde da medicina tradicional.

Irena Stoynova, de Crondall, na região britânica de Hampshire, gastou duas mil libras (cerca de 2.319 euros) em sumos e passava até três horas por dia a preparar refeições líquidas por acreditar que a curariam do linfoma não Hodgkin com que foi diagnosticada, em junho de 2021.

Naquela altura, a mulher ignorou os conselhos dos profissionais de saúde e optou por seguir terapias alternativas, depois de ter visto “relatos da sua taxa de sucesso” na Internet, noticiou a Sky News.

Adotou, assim, uma dieta à base de sumos durante dois anos e meio, tendo também experimentado uma dieta de alimentos crus, jejum intermitente, ervas fervidas e chás especiais.

Irena seguiu os conselhos de um utilizador que tinha centenas de milhares de seguidores nas redes sociais e que defendia que o corpo se conseguia curar a si mesmo através de uma mudança radical de estilo de vida e de dieta.

“Não parei, estava tão fraca. Tive privação de sono e alucinações. Não tinha forças nem para abrir a porta do frigorífico. Não conseguia respirar porque tinha líquido nos pulmões. Perdi cerca de 20 quilos por causa da dieta”, contou.

De acordo com os médicos, Irena estava à beira da morte quando foi levada de ambulância para o Hospital Frimley Park, em maio do ano passado. De facto, foi-lhe dito que morreria sem tratamento para o seu cancro, que era de estadio III, mas a mulher foi persistente na sua recusa de iniciar um tratamento de quimioterapia.

Ao fim de 10 dias hospitalizada e de conversas “frustrantes”, a mulher aceitou, finalmente, fazer quimioterapia.

“Agora digo às pessoas que os efeitos secundários da quimioterapia são canja em comparação com os efeitos secundários que tive com o tratamento holístico. É ótimo ter crenças, se forem corroboradas pela ciência. Por favor, não se desliguem dos médicos. Desliguei-me dos médicos e de tudo relacionado com a medicina convencional e quase perdi a vida”, disse.

Leia Também: Ligou mais de 2 mil vezes para emergência no Reino Unido. Acabou detida

Recomendados para si

;
Campo obrigatório