Meteorologia

  • 23 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 12º MÁX 23º

Israel bombardeia novamente alvos do Hezbollah no sul do Líbano

As Forças Armadas israelitas indicaram hoje ter efetuado novos bombardeamentos no sul do Líbano, em particular, de "estruturas militares" do partido-milícia xiita Hezbollah.

Israel bombardeia novamente alvos do Hezbollah no sul do Líbano
Notícias ao Minuto

20:52 - 15/04/24 por Lusa

Mundo Israel/Palestina

"Caças atacaram edifícios militares da organização terrorista Hezbollah nas zonas de Merkaba e Majdal Yun, no sul do Líbano", afirmou o Exército israelita num comunicado.

Além disso, Israel deu também conta da utilização de fogo de artilharia para "eliminar uma ameaça" nas áreas de Yebel Balt e Al-Hamra, enquanto contabilizou cinco projéteis lançados de território libanês que caíram em descampados, sem causar vítimas.

Os mais recentes bombardeamentos israelitas surgem após o Exército ter hoje anunciado que quatro dos seus soldados foram feridos em território libanês, depois de o movimento xiita libanês Hezbollah ter indicado que havia detonado "engenhos explosivos" quando os soldados atravessavam a fronteira.

Foi a primeira vez que o pró-iraniano Hezbollah, que diariamente participa em trocas de fogo com Israel desde o início da guerra na Faixa de Gaza, há mais de seis meses, anunciou uma operação deste tipo.

Desde que começou a guerra em Gaza entre Israel e o movimento islamita palestiniano Hamas, a 07 de outubro do ano passado, têm-se registado trocas de tiros diárias entre o Exército israelita e o Hezbollah, que afirma apoiar o seu aliado palestiniano, desde 2007 no poder em Gaza.

O ataque do Hezbollah surge na sequência de um pico de tensão no fim de semana, quando o Irão lançou, na noite de sábado para domingo, um ataque sem precedentes contra Israel, utilizando 'drones' (aeronaves não-tripuladas) e mísseis, em retaliação a um ataque a instalações diplomáticas iranianas em Damasco, Síria, atribuído a Telavive.

Ao mesmo tempo, o Hezbollah anunciou ter disparado duas salvas de 'rockets' Katyusha contra alvos militares israelitas nos Montes Golã sírios ocupados por Israel e o Exército israelita, por sua vez, efetuou vários ataques a território libanês.

Desde o início da guerra na Faixa de Gaza, as trocas de fogo de artilharia entre Israel e o Hezbollah fizeram 364 mortos do lado libanês -- na maioria, combatentes do Hezbollah, mas também cerca de 70 civis -, ao passo que no norte de Israel, dez soldados e oito civis foram mortos, segundo o Exército.

Dezenas de milhares de habitantes viram-se obrigados a fugir da zona, de ambos os lados da fronteira.

Leia Também: Vítimas de ataque contra consulado iraniano eram terroristas, diz Israel

Recomendados para si

;
Campo obrigatório