Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 30º

MNE russo chama embaixador francês para acusar Paris de minar diálogo

A Rússia convocou hoje ao Ministério dos Negócios Estrangeiros o embaixador francês em Moscovo, Pierre Levy, a quem transmitiu que a França está a minar "qualquer possibilidade de diálogo" com Moscovo.

MNE russo chama embaixador francês para acusar Paris de minar diálogo
Notícias ao Minuto

15:17 - 12/04/24 por Lusa

Mundo Pierre Levy

O chefe da missão diplomática francesa foi informado de que "são inaceitáveis" as recentes declarações do ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Stéphane Séjourné, segundo o qual Paris não está interessada em falar com autoridades russas porque as declarações que divulgam contêm informações falsas.

"Consideramos estas declarações do chefe do Ministério dos Negócios Estrangeiros francês como uma ação consciente e ponderada do lado francês que visa minar a própria possibilidade de qualquer diálogo entre os dois países", explicou a diplomacia russa num comunicado.

As declarações de Séjourné, feitas na segunda-feira, seguiram-se às críticas expressas pelo Presidente francês, Emmanuel Macron, sobre o tom que classificou como "estranho e divertido" da Rússia na conversa telefónica mantida na semana passada pelo ministro da Defesa francês, Sébastien Lecornu, com o seu homólogo russo, Serguei Shoigu.

Nessa conversa - o primeiro contacto oficial entre responsáveis ministeriais em ano e meio - Lecornu expressou a Shoigu a disponibilidade de Paris para trabalhar na luta contra o terrorismo internacional.

Além disso, o ministro francês disse ao homólogo russo que o seu país não dispõe de qualquer informação que permita estabelecer uma ligação entre a Ucrânia e o ataque terrorista que matou pelo menos 145 pessoas na sala de concertos do complexo Crocus City Hall, nos arredores de Moscovo.

Lecornu sublinhou que "a França continuará a apoiar a Ucrânia sempre e com a intensidade necessária na luta pela sua liberdade e soberania, com o objetivo de trazer paz e segurança ao continente europeu".

Leia Também: MNE russo anuncia sanções a 15 canadianos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório